“The Crown” recusa pedido do Príncipe William de não explorar imagem de Lady Di


The Crown

Imagem: Reprodução/Divulgação Netflix

A quinta temporada de “The Crown” estreia no próximo dia 09 de novembro, no entanto, parece que o novo ano não agradou muito a realeza britânica. Isso porque, segundo o The Sun, os produtores da série ignoraram o pedido feito pelo Príncipe William, herdeiro do trono que hoje é ocupado pelo seu pai, o Rei Charles III de não usar a entrevista que a mãe deu à BBC.

William pediu para não explorar a imagem de sua mãe, a Princesa Diana, em conversa com com o  jornalista Martin Bashir no programa “Panorama”, em 1995. Ainda de acordo com informações divulgadas pelo The Sun, esta polêmica entrevista ficou muito marcada para os britânicos e para a família real. A entrevista de Diana à TV britânica aparecerá  em uma sequência com tom bem dramático, com mais ou menos quatro minutos de duração, na quinta temporada.

O jornal inglês ainda deu mais detalhes, revelou que esta cena será exibida em dois momentos. Nela veremos William ainda quando criança, assistindo à entrevista de sua mãe na escola, enquanto em outro foco, mostrará o pai dele, chorando e assistindo ao programa do Palácio de Buckingham.

Diana concedeu esta entrevista em meio ao processo de separação com Charles, que abalou diretamente a família real britânica. A conversa com o jornalista foi cheia de questionamentos com relação à capacidade do então marido como um futuro rei. Outro trecho importante da conversa, foi quando pela primeira vez, ela fez uma referência sobre a suposta affair de Charles, a atual Rainha Consorte Camilla: “Havia três pessoas no nosso casamento”.

Anteriormente, o príncipe William já veio a público mais de uma vez pedir que esta entrevista não fosse explorada e que não fosse sequer exibida novamente. O também príncipe Harry, já fez pedidos semelhantes e inclusive criticou a entrevista, chamando a jornalista de “antiética”.

Inclusive, um trecho dessa entrevista foi mostrado no recente trailer de “The Crown”. Ingrid Seward, editora-chefe da Majesty Magazine e amiga de Diana, que morreu em 1997, disse: “William ficará furioso. Ele disse que essa entrevista nunca deveria ser exibida novamente”, explica.

“Esta é a mãe dele e a memória dela, com quem eles estão fazendo isso. Deve ser muito frustrante, pois ele não pode dizer mais nada porque dará mais publicidade à Netflix. Eles deveriam tê-lo ouvido. A entrevista não tem credibilidade após a investigação. Todo mundo sabe que não tem legitimidade agora”, relembra Ingrid Seward.

Segundo o The Sun, uma investigação mais tarde descobriu que o entrevistador Martin Bashir usou falsificação e engano para obter acesso à princesa. “Charles vai pensar que eles podem dizer o que quiserem sobre ele, mas deixar Harry e William fora disso. Ele não dá a mínima para como ele se vê, mas apenas não ataca seus filhos dessa maneira”, completa.

Baseada em eventos históricos, a série dramatiza a vida da rainha Elizabeth 2ª e os eventos políticos e pessoais que moldaram seu reinado. A produção conta a trajetória da monarca, desde o seu casamento em 1947 ao início dos anos 2000. Cada temporada consiste em cerca de uma década de sua vida e aborda a política e a vida pessoal de vários outros personagens históricos que fizeram parte do reinado da rainha — como Philip, duque de Edimburgo, princesa Margaret, príncipe Charles, princesa Diana, entre outros.

A quinta temporada de “The Crown” vai retratar os acontecimentos dos anos 1990, além das polêmicas entre Diana (Elizabeth Debicki), Charles (Dominic West) e a Rainha Elizabeth II (Imelda Staunton). O sexto ano, ainda sem data anunciada, deve ser o último da produção. Veja o último trailer lançado:

Fonte: Gizmodo