por que o espaço é frio se o Sol é quente?


Universo de extremos: por que o espaço é frio se o Sol é quente?

Imagem: LoganArt/Pixabay/Reprodução

O núcleo do Sol tem uma temperatura aproximada de 15 milhões de graus Celsius. Já a sua superfície é um pouco mais amena, mas longe de ser confortável: 5,5 mil graus Celsius.

Agora pense no espaço. A temperatura do espaço cósmico, ou seja, longe o suficiente da atmosfera terrestre, é de -270° C. Diante disso, fica a dúvida: por que o espaço é frio se o Sol é quente?

Segundo o Popular Science, o calor viaja pelo cosmos como radiação – uma onda infravermelha de energia que migra de objetos mais quentes para outros mais frios. 

As ondas de radiação agitam as moléculas com as quais entram em contato, fazendo com que elas aqueçam. No entanto, a radiação só aquece as moléculas e a matéria que estão diretamente em seu caminho, mantendo todo o resto gelado. 

Planetas como Mercúrio, por exemplo, enfrentam uma grande diferença de temperatura no período noturno e diurno, devido a ausência de uma atmosfera. A radiação direta do Sol explica o fenômeno. 

Talvez você se pergunte sobre a manutenção de calor da Terra. Bom, o mecanismo por aqui é um pouco diferente. Quando a radiação solar atinge e aquece as moléculas em nossa atmosfera, elas passam essa energia extra para outras moléculas ao seu redor, que continuam aquecendo seus vizinhos.

Essa transferência de calor de molécula para molécula é chamada de condução e é uma reação em cadeia que aquece áreas fora do caminho do Sol.

O espaço, por sua vez, é um enorme vazio. Por lá, as moléculas ficam distantes demais para colidir regularmente umas com as outras, o que impede a condução do calor.

Fonte: Gizmodo