Por que o desenho “Velma”, do Scooby Doo, é perseguido nas redes?

Nas redes sociais, as tentativas do programa de ousar com a imagem de Velma desagradaram o público e resultaram em tweets virais criticando sua nova versão. A recepção da crítica também não foi boa, com 42% de aprovação no Rotten Tomatoes — e apenas 6% do público –, e 1,3 estrelas de 10 no IMDb.

Mas as polêmicas acabaram despertando curiosidade do público, o que fez “Velma” se tornar a maior estreia de série animada de todos os tempos. Ou seja, ainda que para criticar, muita gente assistiu — feito que foi comemorado por Mindy Kaling no Twitter.

Quais são as críticas do público?

O primeiro grupo, dos mais conservadores, costuma ser mais resistente a mudanças. Digo, a quaisquer mudanças que fujam ao convencional. Trocar a etnia da personagem seria “inaceitável” por fugir do cânone criado e repetido muitas vezes em filmes, desenhos, quadrinhos, jogos e mais. Seguindo essa linha, assumir um gênero para uma personagem que não havia explorado essa faceta anteriormente também seria uma ideia “desnecessária”, que tenta surfar numa “moda” atual.

O problema é que os comentários negativos à “Velma” parecem se estender até mesmo entre o público mais “progressista”. Um dos motivos seria a falta de profundidade em retratar tais questões, o que poderia resultar em uma caricatura superficial. Piadas consideradas transfóbicas e sobre assédio sexual também se tornaram alvo de críticas.



Fonte: Gizmodo