Onde assistir à sabatina de Zanin e ao julgamento de Bolsonaro


Onde assistir à sabatina de Zanin e ao julgamento de Bolsonaro no TSE

Imagens: Palácio do Planalto/PT/Reprodução

A semana ainda deve ser de muito movimento na política nacional. Na quarta-feira (21), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado sabatina o advogado Cristiano Zanin. Ele foi indicado para assumir uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal). 

No dia seguinte é a vez do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) começar o julgamento de inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro. Essa deve ser a primeira de três sessões para discutir o processo, que também pede a inelegibilidade de Walter Braga Netto, candidato a vice de Bolsonaro nas eleições de 2022. 

Tanto a sabatina quanto o debate vão ter transmissões ao vivo no YouTube. A seguir, veja onde assistir à sabatina de Zanin e ao julgamento de Bolsonaro, movimentos que devem marcar a agenda política do Brasil até sexta-feira (23).

Onde assistir a sabatina de Zanin 

O interrogatório que pavimenta o caminho de Zanin até a mais alta corte de juristas do Brasil vai começar às 10h (horário de Brasília). A TV Senado transmite a sabatina ao vivo na televisão aberta e no YouTube. Acompanhe ao vivo pela internet: 

A indicação de Zanin só vai para frente com aprovação da maioria simples da CCJ do Senado, comissão presidida por Davi Alcolumbre (União-AP). Se tudo der certo, a indicação vai para a votação do plenário no mesmo dia. 

Aí, então, é vez dos senadores decidirem se oficializam, ou não, a indicação. Nessa etapa, pelo menos 41 dos 81 senadores devem aprovar o nome do advogado para a vaga. 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) indicou Zanin para o lugar de Ricardo Lewandowski, que se aposentou em abril. O advogado defendeu o petista nos processos da Lava-Jato.

Onde assistir ao julgamento de Bolsonaro 

O primeiro dia de julgamento de Bolsonaro será na quinta-feira (22), a partir das 9h (horário de Brasília). A transmissão será ao vivo pelo canal do YouTube do TSE

Os magistrados reservaram outras duas sessões para a análise do processo, nos dias 27 e 29 de junho. A expectativa é que o resultado do julgamento saia na última data. 

As acusações de Bolsonaro e Braga Netto incluem abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação na campanha eleitoral de 2022. Um parecer da PGE (Procuradoria-Geral Eleitoral) defendeu a condenação. Isso porque o ex-presidente teria divulgado aos embaixadores informações falsas sobre o sistema de votação. 

A defesa de Bolsonaro diz que ele não pode ser julgado pela Justiça Eleitoral e que o evento com os embaixadores aconteceu em 18 de julho, antes da convenção partidária que elegeu o político para concorrer à reeleição.

Fonte: Gizmodo