o que há de especial nos óculos high-tech da Suíça?


Os goleiros da Suíça Yann Sommer (titular) e Gregory Kobel (substituto) estão sendo flagrados utilizando nos treinos óculos de eficiência esportiva, especialmente desenvolvidos para melhorar o desempenho de atletas de alta performance. A equipe é a segunda seleção a enfrentar o Brasil na Copa do Mundo no Catar.

Os dispositivos são conhecidos como strobes eyewear e possuem uma finalidade um pouco mais específica do que os smart glasses (óculos inteligentes). Eles foram pensados para melhorar a capacidade visual, oferecendo mais clareza, acuidade cinética e dinâmica, visão periférica e percepção de profundidade.

“Strobe” significa “estroboscópio”, um equipamento utilizado para medir a velocidade de rotação e mapear possíveis erros para melhorar a performance de máquinas industriais. Mas a maioria das pessoas conhece o termo por causa das “luzes estroboscópicas”: aquele efeito de flash piscante usado em casas noturnas, bares ou shows.

Esses óculos funcionam de maneira semelhante: eles conseguem “piscar” em alta velocidade, tornando a lente opaca por milésimos de segundo. Nesse pequeno intervalo, o usuário não consegue enxergar.

Parece contraditório deixar um atleta sem visão, mas, segundo os fabricantes e defensores do acessório, o efeito é inverso. Isso força o cérebro a prestar muito mais atenção nos intervalos em que, de fato, está enxergando. Ele consegue focar com mais clareza só nos elementos importantes da imagem – no caso do futebol, a bola em movimento. E isso melhora o tempo de resposta.

Mercado em expansão

Os óculos de treinamento esportivo usados pelos goleiros da Suíça são da marca japonesa Vision Up. Mas ela não é a única no mercado.

A marca Strobe Sport possui óculos projetados para fortalecer a conexão olhos, cérebro e corpo de atletas. Em 2011, a Nike já havia lançado o SPARQ Vapor Strobe, mas hoje o produto não está disponível para venda.

Segundo a Vision Up, além do futebol, o dispositivo pode ter sido utilizado no treinamento de atletas de hóquei, tênis, tiro e diversas outras modalidades.

No site da empresa, o produto custa 50 mil ienes, algo em torno de R$ 1.900, mas não está mais disponível em estoque. Eles funcionam à bateria.

Strobe Glasses foi usado pela Suíça na Euro 2020

Este não é o primeiro campeonato em que a seleção da Suíça faz uso dos óculos de treinamento esportivo para obter um desempenho extra. Ele também foi um aliado na Euro 2020.

Há até quem diga que o aparelho foi a peça-chave na vitória contra a seleção da França no mata-mata dos pênaltis durante as quartas de final, levando a Suíça ao terceiro lugar do campeonato.

É difícil resumir o desempenho de um time todo a um mero acessório usado em treinos. Mas o fato é que, na hora em que mais precisava, Sommer defendeu o pênalti cobrado pelo jogador Mbappé, considerado um dos melhores do mundo. (A própria França é a atual campeã mundial).

Contra o Brasil, a Suíça joga na próxima segunda-feira (28), às 13h.



UOL Tecnologia