Número real de mortes por Covid-19 no mundo pode ser próximo de 15 milhões, diz OMS

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que o número de mortes por Covid-19 no mundo seja muito maior do que o registrado oficialmente, isso se deve por conta de dados subestimados de muitos países. Segundo o órgão, cerca de 15 milhões de pessoas já morreram pela doença, muito mais do que os 5,4 milhões confirmados oficialmente.

O cálculo da OMS se baseia em uma taxa batizada de “excesso de mortes”, basicamente o órgão pega a média de mortes anual e contabiliza quantas pessoas morreram a mais em um determinado local, utilizando como parâmetro dados colhidos de antes da pandemia da Covid-19. O órgão leva em conta ainda dados sobre falta de testagem em alguns países e problemas com registros. 

publicidade

Mortes por Covid-19 no mundo

Com isso, a conclusão é de que o mundo teve um número próximo de 9,5 milhões de mortes extras, além dos 5,4 milhões de óbitos por Covid-19, e que a maior parte dessas mortes podem ser consideradas como causadas pela Covid-19 já que não houveram outros eventos que aumentam tanto o número de óbitos.

Leia também!

“Se não contarmos os mortos agora, perderemos a oportunidade de nos prepararmos melhor para a próxima vez”, disse a diretora do departamento de dados da OMS, Samira Asma, que completou: “Trata-se de um número impressionante. É importante para nós honrar as vidas que foram perdidas e responsabilizar os formuladores de políticas”.

A Índia foi o país com o maior número de mortes por Covid-19 não contabilizadas, segundo a OMS. Oficialmente, o país confirmou um número dez vezes menor do que os 4,7 milhões de óbitos das estatísticas da organização. Na Rússia, o número foi três vezes maior. Brasil e Estados Unidos tiveram altas taxas de mortes extras.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!





Source link