Novo avião supersônico da Boom “é como se o Concorde e o 747 tivessem um bebê


Imagem: Divulgação/Boom

O avião supersônico Boom Overture vai passar por uma grande reformulação. As mudanças vão desde o número de motores até o número de passageiros e seriam capazes de reduzir uma viagem Londres a Nova York para 3 horas e meia.

Uma aeronave supersônica é capaz de voar mais rápido que a velocidade do som (Mach). Esta aeronave Overture promete viajar a uma velocidade de Mach 1,7 com até 80 passageiros a bordo.

Seu design, apesar de parecer muito com o de 2021, traz nas asas um formato de delta e quatro motores montados sobre naceles (suportes do motor nas aeronaves), ao contrário dos primeiros protótipos, onde estes eram embutidos nas asas. Essa medida, segundo os responsáveis, busca reduzir custos e facilitar a manutenção.

De acordo com a Boom, o Overture é capaz de reduzir pela metade o tempo das viagens de longas distâncias. Isso é possível graças ao design aerodinâmico similar ao do Concorde, porém com atualizações significativas. Blake Scholl, CEO da Boom, explicou ao site Flight Global que “é como se o Concorde e o 747 tivessem um bebê”.

A startup também anunciou parcerias com três fornecedores aeroespaciais: Collins Aerospace, Eaton e Safran. Alguns sistemas elétricos e mecânicos, incluindo o sistema de combustível, serão fornecidos pela Eaton, enquanto a Safran projetará, desenvolverá e fabricará o trem de pouso da aeronave. Blake Scholl diz que haverá mais anúncios de cooperação com a Safran no futuro.

O lançamento do Overture está previsto para 2025, espera-se que ele voe pela primeira vez em 2026 e inicie voos comerciais em 2029 ou 2030. O preço do avião, caso uma companhia aérea tenha o desejo de adquirir, é de US$ 200 milhões.

Fonte: Gizmodo