Juiz usa robô ChatGPT para redigir sentença de caso de criança autista na Colômbia | Tecnologia


“É uma janela imensa, hoje pode ser o ChatGPT, mas, em três meses, pode ser qualquer outra alternativa que permita facilitar a redação de textos e que o juiz se apoie nelas, não com o objetivo de que o substituam”, ressaltou o juiz do caso, Juan Manuel Padilla, em entrevista à Blu Radio nesta quinta-feira (2).



Fonte: Globo Tecnologia