iPhone 13 mini: g1 testa versão mais ‘barata’ do celular da Apple | Tecnologia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


O g1 testou o iPhone 13 mini, a versão mais “barata” entre os novos iPhones, que custa partir de R$ 6.599. Ele também é o mais compacto, com tela de 5,4 polegadas contra 6,1 do iPhone 13 e 13 Pro e contra 6,5 polegadas do iPhone 13 Pro Max.

Veja abaixo os destaques e diferenciais do modelo em relação às gerações anteriores, aos outros modelos atuais do iPhone e à concorrência:

Para quem está disposto a pagar caro por um celular e procura um aparelho potente, com uma das melhores câmeras do mercado, mas ao mesmo tempo não abre mão de um modelo mais compacto.

A maioria dos aparelhos disponíveis com essas características são grandões e pesados – o iPhone 13 tradicional pesa 174 gramas, enquanto a versão mini tem 141 gramas, por exemplo.

Esse diferencial do iPhone 13 mini, no entanto, também traz um revés: a bateria dele dura menos do que a concorrência (e entre os próprios iPhones).

Em relação ao iPhone 12:

O iPhone 13 mini não mudou tanto no visual em relação ao seu antecessor. Por dentro, também não há tantas diferenças, mas há pequenos avanços interessantes:

  • o entalhe da tela, onde fica a câmera de selfies, está ligeiramente menor;

iPhone 13 mini (esquerda) e iPhone 12 mini – modelo de 2021 ficou com entalhe menor — Foto: Divulgação/Apple

  • o espaço interno mínimo é de 128 GB, o dobro do que vinha no modelo do ano passado;
  • o processador é mais avançado e isso permitiu que a bateria durasse mais (a promessa da Apple é de uma hora e meia adicional de autonomia, comparando com iPhone 12 mini);
  • as câmeras foram aprimoradas – o sensor com ângulo mais aberto está mais veloz, e o sensor principal capta 47% mais luz, segundo a Apple;
  • além disso, somente a geração 13 tem o “modo cinemático”, que permite gravar vídeos com fundo borrado e trocar o foco entre pessoas na cena.

Em relação aos outros iPhone 13:

O iPhone 13 tradicional, que custa a partir de R$ 7.599, tem tela maior, de 6,1 polegadas. Por ser mais encorpado, a bateria dura mais. O restante das características é idêntico: mesmo conjunto de câmeras, processador e recursos.

A figura muda em relação aos iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max, que custam a partir de R$ 9.499 e R$ 10.499, respectivamente. Esses dois modelos possuem um conjunto de câmeras ainda mais avançado, bateria maior e um visual mais elegante.

Infográfico mostra as características da linha de iPhone 13 — Foto: Fernanda Garrafiel/Arte G1

Em relação à concorrência:

É o único aparelho potente que tem um corpo mais compacto – o seu concorrente mais direto, Galaxy S21, tem tela de 6,2 polegadas (quase o mesmo tamanho do iPhone 13 tradicional).

Tem uma das melhores câmeras disponíveis – em um teste realizado pelo g1 com diversos modelos topo de linha, o iPhone 13 (que compartilha o mesmo sensor do iPhone 13 mini), se destacou, por exemplo.

Veja abaixo como o sensor da Apple se comparou com rivais:

Smartphones premium: fotos feitas durante o dia — Foto: Henrique Martin/g1

Smartphones premium: fotografia noturna — Foto: Henrique Martin/g1

E, para quem está inserido no ecossistema da Apple e usa um MacBook, por exemplo, a “conversação” entre os dispositivos é imbatível – é fácil mandar um link do celular para o computador, até mesmo o “copia e cola” é sincronizado se os dois aparelhos estiverem conectados na mesma rede Wi-Fi.

Para quem está acostumado a usar aparelhos muito maiores no dia a dia, a adaptação deve ser rápida, mas há alguns altos e baixos.

Usar um celular menor é interessante pela possibilidade de digitar e fazer várias coisas com uma mão só (o que é muito difícil num telefone maior).

Por outro lado, assistir a vídeos e navegar por fotos das redes sociais dá uma sensação de “aperto” – – não há menos detalhes ou qualidade, mas o espaço de visualização é simplesmente menor, o que pode ser um ponto negativo, principalmente para quem já se acostumou com “telonas”.

Em termos de desempenho, é um celular praticamente irretocável. Ele é rápido, estável e entrega tudo o que se espera de um modelo que custa mais de R$ 6.000. A autonomia de bateria também é satisfatória, dura o dia todo com um uso comum.

Traseira do iPhone 13 mini — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

Em um dia de teste, ele foi tirado da tomada com 100% de carga às 7h e ele só chegou perto dos 15% restantes às 20h. A média de uso com a tela ligada foi de 4h35, com 2h35 em stand-by – de acordo com os relatórios do sistema operacional.

O telefone também não decepciona nas fotos, com uma câmera bastante confiável – além de ser ágil no foco e interpretação da cena, a reprodução de cores é bastante fiel e as fotos saem bastante nítidas. Mesmo à noite, os resultados são ótimos.

Veja alguns exemplos de fotos tiradas com o aparelho:

Foto de um hambúrguer tirada à noite no iPhone 13 mini — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

Foto de um gato tirada de dia, em ambiente interno, no iPhone 13 mini — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

Foto de paisagem tirada de dia no iPhone 13 mini — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

Foto de paisagem tirada de dia no iPhone 13 mini com a câmera grande angular — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

Foto de paisagem tirada no final do entardecer no iPhone 13 mini — Foto: Alessandro Feitosa Jr/g1

O aplicativo da câmera continua fácil de usar, embora tenha ganhado mais opções na última versão do sistema.

Um dos trunfos desse modelo é a possibilidade de configurar uma preferência pelas cores das fotos – estão disponíveis opções como “contraste rico”, “vibrante”, “quente” ou “frio”, que alteram ligeiramente o perfil de contraste e brilho. Funciona como se fosse um filtro, embora não seja exatamente isso – basta escolher uma vez para que o ajuste sempre esteja ativo no app da câmera.

Não há muito do que reclamar, a não ser o preço elevado e o fato de a Apple ter retirado os acessórios da caixa. O único item é um cabo com uma ponta USB-C e outra Lightning (que vai no telefone). As pessoas que não têm um carregador compatível precisam acrescentar pelo menos R$ 200 na conta.

Veja todos os detalhes dos iPhones 13:

Apple apresenta o iPhone 13; veja novidades

Apple apresenta o iPhone 13; veja novidades



Fonte: G1