Google cria regras para uso de inteligência artificial em vídeos de campanha política | Tecnologia


Essa decisão do Google pode levar outras empresas a adotar políticas parecidas. O Facebook e o Instagram, controlados pela Meta, não têm uma regra específica para anúncios políticos gerados por inteligência artifical, mas já restringem áudio e imagens “falsificados, manipulados ou transformados” usados para desinformação. O TikTok não permite nenhum anúncio político. A rede social X, anteriormente conhecida como Twitter, não respondeu imediatamente a um pedido de comentário por e-mail.



G1 Tecnologia