Elon Musk é acusado de mostrar o pênis para funcionária da SpaceX e pagar pelo silêncio dela; bilionário nega

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Informações foram divulgadas pelo site Business Insider nesta sexta-feira (18). Em seu perfil no Twitter, o bilionário afirma que os ataques contra ele têm motivações políticas. Elon Musk afirma que a acusação é ‘totalmente falsa’
Reuters
A empresa de SpaceX, do bilionário Elon Musk, pagou US$ 250 mil em um acordo com uma comissária de bordo que acusa o fundador da companhia, Elon Musk, de assédio. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (18) pelo site Business Insider.
Em seu perfil no Twitter, Musk afirma que as alegações são ‘totalmente falsas’. O caso teria acontecido em 2016.
Initial plugin text
A comissária de bordo trabalhou como membro da tripulação de cabine para a frota de jatos corporativos da SpaceX e acusa Musk de comportamento sexual inadequado.
De acordo com informações publicadas pelo site americano, o bilionário teria mostrado suas partes íntimas, oferecido um cavalo em troca de uma massagem erótica tocado a atendente de forma inadequada.
Respondendo à mensagens no Twitter, Musk diz que a pessoa que o acusa precisa “descrever apenas uma coisa, qualquer coisa (cicatrizes, tatuagens, …) que não seja de conhecimento público”, para provar que ele teria exposto suas partes íntimas.

Fonte: G1