Chip de 2 nanômetros da TSMC chega em 2026

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A companhia global de semicondutores TSMC confirmou a produção de chips de 2 nanômetros, o que indica uma potência nunca vista antes.

As estimativas iniciais da TSMC são de que o chip baseado em arquitetura de 2nm entrará em produção em massa em 2025. A informação foi divulgada por C.C. Wei, diretor executivo da TSMC – Taiwan Semiconductor Manufacturing Company – durante uma teleconferência para divulgação de resultados da companhia.

publicidade

Wei confirmou na teleconferência que, embora o “progresso esteja dentro da nossa expectativa”, a produção de risco só deve começar em meados de 2024. A partir disso, os chips entram em produção de alto volume (HVM) por volta do segundo semestre de 2025.

A TSMC confirmou a produção do chip de 2nm em 2020, mas até o momento não havia muitos detalhes divulgados. Mas agora, a TSMC divulgou, junto com a informação de produção em massa e lançamento para 2026, um pouco mais sobre o produto.

Entre as informações técnicas divulgadas, está que o novo nódulo N2 se apoiará em transistores gate-all-around (GAA), mudança significativa em relação à estrutura atual, do transistor Fin Field-Effect (FinFET). No entanto, os nódulos continuarão a ser fabricados com base em litografia ultravioleta extrema.

Chips cada vez menores

A TSMC não é a primeira companhia a trabalhar em processadores de 2nm, com alguns competidores, como a IBM, partindo na frente nessa tecnologia. A gigante americana fez avanços significativos, afirmando ter sido capaz de colocar 50 bilhões de transistores em um chip minúsculo, 20 bilhões a mais do que o chip de 5nm anunciado em 2017.

Cada vez mais, as grandes fabricantes vem reduzindo os nódulos, conseguindo potências enormes em chips minúsculos. Com transistores menores usa-se menos energia, ocupa-se um espaço menor e cria-se a possibilidade de adição de mais núcleos em um chip menor.

Uma mudança para chips de 2nm resultaria em uma performance inimaginável tendo em base o que temos hoje, mas ainda deve demorar alguns anos para que isso aconteça. Com a produção em massa iniciando em 2025, a tendência é que os primeiros PCs usando este chip só cheguem ao mercado a partir da segunda metade de 2026, em máquinas topo de linha.

Leia também:

Via Tom’s Hardware

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link