Cheque assinado por Steve Jobs em 1976 vai a leilão por quase US$ 107 mil


Steve Jobs inventou o bitcoin? Entenda por que a teoria voltou a ganhar força

Imagem: Mateus Yohe/WikiCommons/Reprodução

Já pensou em receber um cheque assinado por Steve Jobs de U$ 175 e vendê-lo por U$106,9 mil (aproximadamente R$ 532 mil), alguém conseguiu. Este mês, um cheque de $ 175 do fundador da Apple foi arrematado em um leilão do RR Auction. As informações são do Hypebeast.

O destino do valor foi a empresa norte-americana de consultoria de gestão Crampton, Remke & Miller, INC., em 8 de julho de 1976, ano de fundação da Apple. Em meados dos anos 1970, a empresa de Palo Alto, Califórnia, atendeu a clientes importantes como a empresa de eletrônicos Atari, por exemplo.

Muito além do preço final, as estimativas originais para a venda do item eram de cerca de $ 25 mil. Com o cheque em perfeito estado, a assinatura de Jobs, em letra cursiva, continua legível na parte inferior do cheque. Veja a imagem abaixo:

Na época do serviço pago pelo cheque, a Apple trabalhava em seu primeiro produto, o Apple-1, um computador formado por uma placa única de circuito integrado. Foi o engenheiro Steve Wozniak, parceiro de Steve Jobs, quem criou e fabricou, manualmente, a invenção.

Esse não é o primeiro leilão de um item da Apple. Recentemente, o RR Auction também leiloou outras raridades relacionadas à marca, incluindo o próprio computador Apple-1 de Jobs.

Em setembro, pertences de Freddie Mercury, do Queen, também irão a leilão. Saiba mais nesta matéria do Giz Brasil.



Fonte: Gizmodo