Brasil e Chile não têm mais cobrança de 'roaming' em serviços de telefonia móvel




Medida vale para comunicações de voz, de mensagem (SMS) e de dados móveis, conforme a Anatel. Brasil e Chile não têm mais cobrança de ‘roaming’ em serviços de telefonia móvel
Reprodução/TV Gazeta
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou, nesta quarta-feira (26), o fim das cobranças adicionais para o uso de serviços de telefonia móvel em “roaming” entre o Brasil e o Chile.
O “roaming” é a tecnologia que permite que o usuário faça ligações ou envie mensagens fora da área de cobertura de sua operadora.
Com a nova medida, os mesmos planos, ofertas ou pacotes que o usuário adquire para uso no Brasil continuam vigentes no Chile, sem encargos adicionais, para comunicações de voz, de mensagem (SMS) e de dados móveis.
Cidadãos brasileiros que estão no Chile de forma temporária ou viajantes chilenos no Brasil podem usufruir do benefício, que é válido por 90 dias consecutivos ou 120 dias não-consecutivos em um mesmo ano, conforme o anúncio.
O fim dessas cobranças adicionais nos serviços de telefonia móvel faz parte das ações necessárias para cumprir o Acordo de Livre Comércio firmado entre os dois países. Segundo a Anatel, a medida está valendo desde terça-feira (25).
LEIA TAMBÉM:
Anatel libera ativação do 5G em 102 municípios; veja quais
Após 1 ano, 128 celulares são compatíveis com 5G; veja lista



G1 Tecnologia