“A Pequena Sereia” enfrenta rejeição com doses de racismo


A Pequena Sereia

Imagem: Divulgação/Disney

A versão live-action de “A Pequena Sereia” está indo muito bem nas bilheterias dos EUA, e já faturou US$ 117,5 milhões por lá. Já no mercado internacional, o filme decepcionou, arrecadando apenas US$ 68,3 milhões em 51 países. No total, a estreia rendeu, globalmente, US$ 163,8 milhões. 

Embora a produção dirigida por Rob Marshall tenha uma avaliação de 95% na audiência no Rotten Tomatoes, o longa estrelado por Halle Bailey está sendo bombardeado com um volume sem precedentes de “críticas incomuns” em outras plataformas de avaliação, como o IMDB.

De acordo com o site Deadline, os sites especializados estão precisando intervir nos comentários, muitos deles racistas, e isso pode ter impacto direto na bilheteria do longa. Sites do IMDB no Brasil, Reino Unido e México, bem como AlloCiné na França, publicaram avisos durante o lançamento, quando comentários negativos de usuários surgiram em grande quantidade.  

"A Pequena Sereia": audiência começa bem nos EUA, mas perde de "Velozes" na China
“A Pequena Sereia” faturou US$ 118 milhões nos EUA – Imagem: Divulgação/Disney

O desempenho de “A Pequena Sereia” no exterior

Na França, onde “A Pequena Sereia” chegou na última quarta-feira (24), o site de crítica AlloCiné escreveu: “No momento, estamos observando uma distribuição incomum de avaliações, o que exige cautela. Nós encorajamos você a opinar por conta própria sobre o filme”. 

O IMDB também se posicionou e passou a utilizar um método de cálculo alternativo para a média de “A Pequena Sereia” e disse: “Nosso mecanismo de classificação detectou atividade de votação incomum neste título. Para preservar a confiabilidade, um cálculo alternativo foi aplicado.” A nota do IMDB aparece nos sites dos EUA e do Canadá, bem como nos sites do Brasil, Reino Unido e México.

O IMDB diz que publica médias ponderadas de votos em vez de médias de dados brutos. “Apesar de aceitarmos e considerarmos todos os votos recebidos pelos utilizadores, nem todos os votos têm o mesmo impacto (ou ‘peso’) na classificação final. Quando uma atividade de votação incomum é detectada, um cálculo de ponderação alternativo pode ser aplicado para preservar a confiabilidade de nosso sistema”, explicou o site. No entanto, o portal de avaliação não divulgou o método exato usado para gerar a classificação.

Outros países

Na Alemanha, o site Moviepilot mostrou uma nota de 0,7/ 10 antes do lançamento de “A Pequena Sereia” – média bem abaixo de qualquer outro título na plataforma. O site também precisou rever as avaliações. A avaliação do longa aumentou ao longo do fim de semana, passando para uma classificação de 5.

Na Coréia do Sul, o site SBS News destacou que o filme sofreu um verdadeiro “terrorismo de audiência”. No portal de classificação Naver, também houve uma tendência de críticas negativas. No dia do lançamento, a pontuação era de 1,96, que aumentou depois para 6,67.

Por fim, na China, um dos maiores mercados de cinema do mundo, a situação é ainda pior. A plataforma Maoyan simplesmente não publicou a nota geral do público para “A Pequena Sereia”. É como se o filme não tivesse sido lançado por lá. Além disso, a bilheteria até domingo é de 17,7 milhões de iuanes (US$ 2,5 milhões, ou R$ 12,5 milhões). A projeção inicial era de cerca de US$ 4 milhões (R$ 10 milhões).

Fonte: Gizmodo