5 filmes para maratonar no mês do orgulho LGBTQIA+


bandeira lgbt

Imagem: Reprodução/Freepik

Junho é o mês do Orgulho LGBTQIA+, marco que remete à revolta de Stonewall, em 1969, em Nova York. Na madrugada do dia 28 daquele mês, um grupo de homens homossexuais enfrentou a repressão policial após uma batida no bar gay Stonewall Inn.

Desde então, a data tornou-se um marco na luta pelos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e os demais grupos da comunidade. No próximo domingo (11), aliás, será comemorada a Parada LGBT+ em São Paulo.

Para manter o clima do Mês do Orgulho, que tal aproveitar junho para assistir a filmes com essa temática? Confira a lista do Giz Brasil:

“Nimona”

Descartada pela Disney, a animação queer “Nimona” tem Chloë Grace Moretz, Ru Paul e Indya Moore no elenco. O filme baseado na história em quadrinhos de ND Stevenson segue uma adolescente que muda de forma, alvo de um cavaleiro para assassinato. Porém, quando o  cavaleiro é acusado de um crime grave, Nimona pode ser a única pessoa que pode inocentá-lo. Estreia em 30 de junho na Netflix.

“Blue Jean”

No Reino Unido de 1988, a professora lésbica de educação física Jean (Rosy McEwen) tem que levar duas vidas enquanto o governo de Margaret Tatcher no Reino Unido está com uma campanha contra a população LGBT. No Brasil, estreou este ano no Festival Filmelier.

“Inferninho”

Único filme nacional da lista, de 2018. O bar de Deusimar (Yuri Yamamoto) é o tipo de lugar onde o barman usa uma fantasia de coelho rosa e o vocalista não canta muito bem. Gay, hétero, drag queen ou fã da Disney: aqui, as pessoas podem viver seus sonhos ao máximo, cercadas de luzes de Natal e enfeites brilhantes. Disponível no MUBI.

“Alguém Avisa?”

Filme de Natal em junho? Por que não? Neste longa de 2020, Harper (Mackenzie Davis) leva a namorada Abby (Kristen Stewart) para visitar sua família no jantar anual de Natal. No entanto, logo após chegar, Abby percebe que a moça mantém seu relacionamento em segredo de seus pais conservadores. Disponível no Amazon Prime Video.

“Filadélfia”

Estrelado por Tom Hanks, o filme de 1993 acompanha o advogado Andrew Beckett, que trabalha em um conceituado escritório de advocacia. Mas quando descobre que é possui o vírus HIV, ele é despedido repentinamente. Ele então contrata os serviços de outro advogado para processar a companhia. Disponível no HBO Max e no Star+.

Fonte: Gizmodo