Vacinação ajuda a reduzir número de casos de Covid-19 em Volta Redonda

0
14


Levantamento foi feito pela prefeitura e mostra que queda também é resultado de medidas de proteção e cuidado

Foto: Secom PMVR
Números da pandemia em Volta Redonda melhoram com o avanço da vacinação

Volta Redonda – De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Volta Redonda, a cidade vem apresentando uma queda vertiginosa no número de casos confirmados, ocupação de leitos e óbitos por Covid-19. O relatório comparou as taxas durante um mês, entre 03/06 e 03/07, sempre levando em consideração a média móvel. Por exemplo,  a média móvel dos casos confirmados em 03/06 era de 108.7. Um mês depois, o número caiu para 48 casos. Uma redução de 56%.

A média de Internações no Sistema Único de Saúde (SUS) também apontou melhoras. A taxa de ocupação de leitos clínicos em 03/06/21 era de 61,4% e em 03/07/21: 24,4%. Uma redução de 60,3%.

A taxa de ocupação em UTI, também no SUS, era de 72,9% em 03/06 e um mês depois, 30,4%. A queda de ocupação em UTI foi de 58,3%.

No sistema privado, a taxa de ocupação de leitos clínicos em 03/06/21 era de 38,2% e em 03/07/21 foi registrada a média de 9,1%. Uma redução de 76,2%.

A taxa de ocupação UTI nos hospitais privados era de  46,4% e um mês após: 22,7%. A queda de ocupação de 51,1%.

A média do número de óbitos no comparativo entre 03/06 e 03/07 também sofreu uma queda brusca, passando de  5.3 para 1 caso. Uma redução de 81,1%.

A equipe de saúde faz vigilância e investigação dos casos suspeitos da doença. Por isso, nos últimos dias, os boletins diários apresentaram casos de óbitos ocorridos em outros meses. Mas recentemente os casos estão cada vez menores.

 

Estratégia de prevenção

 

A secretária de saúde do município, Maria da Conceição de Souza Rocha, explicou que o avanço na vacinação e outras medidas impactam diretamente nos resultados positivos de enfrentamento à pandemia.

“Volta Redonda tem hoje uma das melhores coberturas vacinais do país. Já apresentamos relatórios e pedidos que comprovam nossa autossuficiência para gerir a campanha de vacinação e alcançar cerca de 7 mil pessoas por dia de vacinação. Mas dependemos das doses que chegam do Governo Federal”, disse a secretária.

O prefeito Antonio Francisco Neto tem se reunido com autoridades do Estado do Rio e federais para ampliar a campanha de vacinação na cidade. “Nós não medimos esforços para mostrar que Volta Redonda tem estrutura e equipes qualificadas para fazer uma campanha de vacinação abrangente para nosso povo. Seja no drive-thru ou nas unidades de saúde, nós conseguimos chegar a cada morador que precisa receber essa vacina”, disse o prefeito.

 

Medidas de segurança

 

A queda de casos e o maior controle da pandemia permitem uma flexibilização maior de alguns setores, mas é imprescindível que os cuidados continuem sendo tomados.

“Álcool, máscara e distanciamento social ainda vão fazer parte de nosso cotidiano durante um bom tempo. A vacina protege de casos graves, mas não impede a contaminação. Por isso, continuamos vigilantes nas medidas de proteção e orientamos para que a população não relaxe”, disse Carlos Vasconcellos, médico sanitarista e coordenador da Vigilância em Saúde do município.

Volta Redonda vacina nesta sexta-feira,  dia 23, pessoas com 37 e 38 anos e espera que, com a chegada de novas doses na próxima semana, a idade do público a ser vacinado baixe ainda mais.





Fonte: Diário do Vale