Unimed Volta Redonda completa 32 anos investindo no futuro

0
7


Foto: Unimed
Novo Centro de pesquisa vai desenvolver medicamentos e tratamentos. Hospital receberá novos equipamentos oncológicos

Volta Redonda – 28 de setembro a Unimed Volta Redonda faz 32 anos de atividades e tem muito a comemorar. Neste ano e pela segunda vez seguida, a Cooperativa esteve entre as empresas reconhecidas como Lugares Incríveis para Trabalhar. O que mostra que a pandemia não foi razão para que a organização deixasse de priorizar o cuidado com as pessoas. Antes da crise do coronavírus, a Unimed Volta Redonda esteve presente por oito anos seguidos em iniciativa semelhante, que destaca as empresas com melhores índices de satisfação dos funcionários. “Isso é resultado de uma relação de confiança que construímos com as pessoas há 32 anos”, afirma o presidente da Cooperativa, Dr. Luiz Paulo.

O mês de aniversário vai ficar marcado também pela inauguração de seuCentro de Pesquisa Clínica – localizado no prédio do Instituto Lóbus Treinamento, Ensino, Pesquisa e Consultoria – onde serão desenvolvidos estudos para testar a eficácia e segurança de novos medicamentos, tratamentos e produtos de saúde. E pelo segundo ano seguido, a Cooperativa superou os desafios da pandemia e manteve em andamento investimentos em infraestrutura e na ampliação da capacidade de atendimento.

A Unimed Volta Redonda também tem atuação nas cidades de Angra dos Reis e Paraty. Para melhor atender os clientes, o Centro Cuidar Angra – Unidade de Atenção à Saúde – está em obras com o objetivo de aumentar sua capacidade de atendimento. E nesta semana abre as portas do novo laboratório, que mudou de endereço a ganhou uma estrutura exclusiva e moderna.

Com as pessoas como foco, as ações da Cooperativa são pautadas nos pilares: Gentileza, Respeito e Competência, a base do Jeito Unimed de Cuidar. “Apesar dos enormes desafios que estamos enfrentando, em nenhum momento perdemos de vista valores como segurança, confiança, transformação e sustentabilidade, trilhando, assim, um caminho que traz perspectivas otimistas após o fim dessa pandemia e reforça o nosso JUC, um compromisso assumido nas relações com o médico cooperado, colaborador, cliente, fornecedor e sociedade como um todo”, destaca Dr. Luiz Paulo.

Ele explica que os investimentos foram mantidos, pois há o entendimento de que a crise vai passar e a Cooperativa estará preparada para atender as novas demandas que vão surgir. “Com a pandemia, o mundo inteiro viu a importância de investir em pesquisa. Agora, com o nosso Centro de Pesquisa, podemos afirmar que a Unimed Volta Redonda será um polo de inovação no país”, destaca.

O presidente da Cooperativa avalia que o mercado de saúde suplementar estará ainda mais competitivo no pós-pandemia, o que fará a capacidade de inovação das organizações ser ainda mais fundamental para sua sustentabilidade. Por isso a Unimed Volta Redonda vem desenvolvendo iniciativas que reforcem esse aspecto cultural. Em agosto, foi inaugurado um Núcleo de Inovação chamado Octo 2, que oferece um espaço exclusivo para soluções inovadoras, que exigem maior complexidade para implantação. “O objetivo é impulsionar a inovação que já existe em nosso DNA, para alavancar o crescimento do negócio”, afirma.

 

Conquistas celebradas

 

De olho no futuro, somente neste ano, a Cooperativa inaugurou um Centro Cirúrgico Oftalmológico no Hospital de Volta Redonda, resultado de um investimento de mais de R$ 2 milhões. Agora a unidade hospitalar tem capacidade para procedimentos dos mais simples até os de alta complexidade, como cirurgia de catarata, de retina e de estrabismo. Em breve serão inaugurados a Radioterapia e PET-CT Digital. O primeiro é uma importante alternativa de tratamento curativo em pacientes com câncer, enquanto o segundo é um dos equipamentos mais modernos para o diagnóstico da doença.Com essa estrutura, o Hospital de Volta Redonda se consolida como um centro de tratamento e diagnóstico de câncer no Rio de Janeiro.

A preocupação com o impacto ambiental também não foi esquecida. Prova disso é que a Cooperativa recebeu certificação do Programa Green IT, da Furukawa – fabricante de soluções de infraestrutura de comunicações -, pelo descarte consciente de sucata de cabos. “Se por um lado a pandemia trouxe desafios inéditos, por outro podemos ter a certeza de que, além da superação das dificuldades, estamos ratificando todos os valores que foram a base de nossos 32 anos de história”, avalia o presidente.





Fonte: Diário do Vale