RJ tem 49 casos confirmados do novo coronavírus




Paciente de 65 anos apresenta disfunções renal e respiratória e segue internado em estado grave na capital. Secretaria de Saúde investiga morte de mulher de 63 anos em Miguel Pereira, no Sul do estado. O Rio de Janeiro tem 49 casos confirmados do novo coronavírus até o fim da manhã desta quarta-feira (18). De acordo com o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, há cerca de 800 casos suspeitos da doença.
Entre os pacientes que testaram positivo, 42 são do Rio, seis, de Niterói, e um de Barra Mansa. Um dos pacientes está internado em estado grave, e os demais estão em isolamento domiciliar, apresentando quadro estável.
O estado investiga duas mortes por suspeita de Covid-19 — uma em Miguel Pereira, outra em Niterói.
As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 6h50 desta quarta, 351 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 18 estados e no Distrito Federal. O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de terça-feira, contabiliza 291 infectados.
Morte de mulher investigada
A secretaria de Saúde do Rio está investigando a morte de uma mulher de 63 anos em Miguel Pereira, no Sul do estado.
Segundo a secretaria, ela não fazia parte da lista e que colheu material que será analisado pelo Instituto Noel Nutels. O resultado será divulgado em 48 horas.
RJ restringe linhas intermunicipais de ônibus e isola Região Metropolitana para conter coronavírus
Governador decreta estado de emergência no RJ
Veja os serviços do RJ alterados a partir desta segunda-feira
Série de vídeos esclarece principais dúvidas sobre a doença
Paciente grave
Um médico de 65 anos está internado na UTI de um hospital privado em estado grave com coronavírus. Ele apresenta disfunções respiratórias e renais, segundo boletim médico divulgado nesta terça-feira (17).
Ele está em tratamento com ventilação mecânica e hemodiálise. De acordo com o hospital, não há previsão de alta da UTI.
Coronavírus: Rio tem o primeiro paciente em estado grave
Suspensão
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, publicou nesta terça-feira (17) um decreto com “medidas de enfrentamento da propagação decorrente do novo coronavírus (Covid-19)”.
Vendedor com máscara em loja no Rio de Janeiro
Pilar Olivares/Reuters
Confira os serviços e atividades que estão suspensas por 15 dias:
Aulas nas unidades da rede pública e privada de ensino, inclusive nas unidades de ensino superior;
Comícios e passeatas;
Jogos de futebol e demais eventos desportivos;
Sessões de cinema e de teatro;
Shows;
Eventos em salão ou casa de festas, como aniversários;
Feiras;
Eventos científicos;
Visitação a unidades prisionais;
Visitação a pacientes diagnosticados com o Covid-19.
Transportes
Redução de 50% da frota e ônibus, barcas, trens e metrô;
Suspensão do passe livre.
Recomendações
Restringir a 30% a lotação em bares, restaurantes e lanchonetes, com normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento;
Restringir a hóspedes o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes no interior de hotéis e pousadas;
Fechar academias de ginásticas;
Fechar shopping centers e centros comerciais, exceto supermercados, farmácias e serviços de saúde. Bares, restaurantes e lanchonetes devem observar a restrição da lotação e reduzir em 30% o horário de funcionamento.
Não frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública;
Suspender voos com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada;
Suspender a atracação de navio de cruzeiro com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada.
Ciclo do coronavírus
Foto: Arte/G1
Initial plugin text



Fonte: G1