Queda de avião bimotor no mar em Ubatuba com 3 a bordo: o que se sabe e o que falta saber | Vale do Paraíba e Região

0
70


Um avião bimotor caiu no mar em Ubatuba, no Litoral Norte de SP, na noite da última quarta-feira (24). A aeronave que levava três pessoas perdeu o contato com a torre do Rio de Janeiro, onde pousaria, às 21h40.

Um corpo foi encontrado pela Força Aérea Brasileira (FAB) na tarde desta quinta-feira (25) durante as buscas, próximo do local do acidente aéreo.

Nesta reportagem, você entenderá o que se sabe e o que falta esclarecer sobre a situação:

  1. Como ocorreu o acidente?
  2. Em que ponto a aeronave caiu?
  3. Quem são os tripulantes?
  4. O corpo encontrado foi identificado?
  5. O que disseram os familiares?
  6. Como estão sendo feitas as buscas?
  7. Qual o modelo da aeronave e qual a situação dela?
  8. Como será a investigação da causa do acidente?

Avião bimotor caiu no mar em Paraty na noite desta quarta-feira (24) — Foto: Reprodução / TV Globo

1. Como ocorreu o acidente?

Até a publicação desta reportagem, não havia detalhes sobre como a queda da aeronave no mar ocorreu e nem o que pode ter motivado ela.

O que se sabe é que o voo saiu às 20h30 do Aeroporto dos Amarais, em Campinas, e que tinha como destino o Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Porém, a torre do Rio de Janeiro perdeu o contato com a aeronave às 21h40.

2. Em que ponto a aeronave caiu?

O bimotor caiu em Ubatuba, no litoral paulista, próximo ao limite com Trindade e Paraty, no litoral do Rio de Janeiro.

Bimotor com 3 a bordo cai no mar entre SP e RJ — Foto: Arte/g1

3. Quem são os tripulantes?

Segundo a mãe do copiloto, identificado como José Porfírio de Brito Júnior, três pesoas estavam na aeronave:

  • José Porfírio de Brito Júnior, copiloto

O jovem de 20 anos, que tinha experiência.

José Porfírio de Brito Júnior é copiloto do avião que caiu em Ubatuba — Foto: Reprodução/Instagram

O jovem de Corumbá (MS) estava na aeronave, de acordo com relato da mãe. Horas antes da queda, uma publicação de Gustavo em seu perfil no Facebook mostra que o piloto estava no Aeroporto Campo dos Amarais, em Campinas, às 11h07.

Gustavo Carneiro, sul-mato-grossense que pilotava avião que caiu no mar de Ubatuba — Foto: Redes sociais/Reprodução

Última publicação de Gustavo, ontem, foi check in no aeroporto de Campinas — Foto: Redes sociais/Reprodução

  • Tripulante ainda não identificado

Um vídeo obtido pela EPTV, afiliada da TV Globo, mostra o passageiro e o copiloto do avião bimotor que caiu em Ubatuba (veja vídeo abaixo). Leia mais.

Vídeo mostra passageiro e co-piloto antes do embarque para voo que caiu em Ubatuba

Vídeo mostra passageiro e co-piloto antes do embarque para voo que caiu em Ubatuba

4. O corpo encontrado foi identificado?

Um corpo e destroços foram encontrados no mar na tarde desta quinta-feira (25), nas proximidades do acidente aéreo com um avião bimotor em Ubatuba. A Força Aérea Brasileira (FAB), que integra a equipe de resgate, informou em nota que a suspeita é que seja de uma das vítimas.

“Localizaram o corpo de uma vítima não identificada na área de busca, provavelmente do acidente envolvendo a aeronave de prefixo PP-WRS, que se encontrava desaparecida no litoral do estado do Rio de Janeiro”, diz a nota.

Até a publicação desta reportagem, não era possível identificar de quem era o corpo encontrado.

5. O que disseram os familiares?

Pela manhã, a família do copiloto chegou a Paraty — onde equipes dos bombeiros e da Capitania dos Portos auxiliam nas buscas — e alugou um barco por conta própria.

“Chegamos em Paraty por volta das cinco da manhã. Acionamos todos os órgãos para fazerem as buscas. A gente ligou pra Capitania dos Portos e só iam começar as buscas agora pela manhã. Vamos alugar um carco e seguir aonde estão as coordenadas que nos falaram”, disse a mãe do copiloto (veja vídeo abaixo).

Mãe de copiloto de avião diz ter informações desencontradas sobre acidente

Mãe de copiloto de avião diz ter informações desencontradas sobre acidente

Thalya Viana, a namorada do copiloto, fez um apelo para que as buscas continuem. O receio dela é que as tentativas de encontrar sobreviventes e os destroços sejam interrompidas ao anoitecer.

“A gente [a família de José Porfírio de Brito Júnior] queria pedir aos bombeiros para continuar as buscas. A gente sabe que, por protocolo, as buscas em helicópteros param a partir de determinado momento”, disse Thalya ao g1.

Segundo a mãe do piloto Gustavo Carneiro, ele perdeu o pai recentemente para a Covid-19. Ela estava abalada e não deu mais detalhes sobre o filho.

6.Como estão sendo feitas as buscas?

Uma operação que envolve o Corpo de Bombeiros, Marinha e Aeronáutica faz buscas nesta quinta-feira (25) pelo avião bimotor.

Bombeiros fazem buscas no mar por bimotor que desapareceu com três pessoas a bordo

Bombeiros fazem buscas no mar por bimotor que desapareceu com três pessoas a bordo

As buscas foram iniciadas durante a madrugada desta quinta. O Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico de Curitiba, da Aeronáutica, informou que foi notificado sobre o desaparecimento da aeronave de prefixo PP-WRS e que, às 4h15 desta quinta, um helicóptero iniciou uma varredura pela região.

7. Qual o modelo da aeronave e qual a situação dela?

Segundo consta na Agência Nacional de Aviação Civil, a aeronave, modelo PA-34-220T, pertencia ao copiloto José Porfírio de Brito Júnior.

O avião estava em situação normal, com autorização para realizar voos noturnos, porém não poderia fazer táxi aéreo.

O bimotor foi fabricado em 1981. Seu Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA) venceria em 6 de agosto de 2022.

Aeronave não tinha autorização para fazer táxi aéreo — Foto: Reprodução

8. Como será a investigação da causa do acidente?

A investigação do acidente será feita pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Não há prazo estimado para a conclusão do processo.

Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região



Fonte: G1