Quase 3 mil doses são aplicadas nos moradores da Ilha Grande

0
13


Angra dos Reis – Este sábado, dia 10, foi um dia histórico para Angra dos Reis, principalmente para a Ilha Grande. Cenário que foi eleito patrimônio mundial pela Unesco em 2019, a ilha passou por uma vacinação em massa neste fim de semana. As aplicações começaram logo após as 9h e se estenderam até o fim da tarde. Moradores de todas as localidades foram contemplados com a imunização contra o coronavírus. Havia embarcações levando doses para aplicar nas comunidades não contempladas com pontos fixos de aplicação da vacina. A iniciativa de vacinação, maior já feita na Ilha Grande, foi uma ação conjunta entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Angra dos Reis.

Foram imunizados os moradores com 18 anos ou mais. Eles receberam doses da Janssen. Ao todo, 2.888 doses foram aplicadas, superando a estimativa de 2.500 doses. A população da Ilha Grande é estimada atualmente em aproximadamente 5.500 habitantes, mas o número de vacinas destinadas aos ilhéus foi estipulado levando em conta a parte da população local que já havia tomado alguma dose de vacina contra a covid-19. Também se levou em consideração a parcela da população menor de 18 anos, não incluída neste momento e que deve receber a imunização até o final do próximo mês, conforme expectativa anunciada pelo prefeito de Angra, Fernando Jordão, que participou da ação.

A vacinação contou ainda com a presença do governador do estado, Cláudio Castro, que esteve na Vila do Abraão, a mais visitada comunidade da ilha. Além do Abraão, também houve pontos de vacinação no Provetá, Araçatiba, Enseada das Estrelas e no ESF Marítima.

– A Ilha Grande é um destino turístico conhecido mundialmente, e a ideia é que este seja um case de prevenção, de vacinação, do Rio de Janeiro para o mundo. Estamos aqui, governo do estado e prefeitura, tendo a oportunidade de mostrar para o mundo inteiro que o Brasil e o Rio de Janeiro acreditam na vacinação. Só através da vacina vamos vencer essa pandemia – disse o governador do Rio, destacando a ação como o símbolo de uma “retomada consciente do turismo.”

Para receber o imunizante, o morador teve que apresentar documento de identificação com foto, CPF e comprovante de moradia na Ilha Grande. Deputados estaduais e federais também estiveram presentes acompanhando a ação. O prefeito de Angra, assim como o governador, foi um dos que destacou a repercussão da iniciativa.

– Ilha Grande é um patrimônio mundial eleito pela Unesco, e tudo que se faz aqui repercute mundialmente. Pessoas de fora do Brasil estão ligando para o governador e para mim, nos parabenizando. Vacinar aqui na ilha é importante para a economia, para os moradores, que recebem bem os turistas, e para os próprios turistas, para que eles frequentem a Ilha Grande com segurança – ressaltou o prefeito, que explicou como surgiu a proposta de vacinação massiva no local: – Expliquei ao governo do estado a necessidade de uma vacinação em massa aqui. O governador foi muito sensível e solícito, e tudo foi muito bem planejado – elogiou, agredecendo também a todos os profissionais envolvidos, principalmente os da área de Saúde.

A ação contou com o trabalho de funcionários de diversas secretarias do governo do estado e de todas as secretarias da Prefeitura de Angra. Só do município, foram mais de 70 profissionais envolvidos. As secretarias municipais de Governo e de Saúde coordenaram a ação por parte da prefeitura.

– Estou muito feliz por ter tomado a vacina e ver toda a população sendo imunizada. Espero que isso gere muito turismo para cá, porque a Ilha Grande é um lugar ótimo para o turismo nacional e também internacional – comemorou Fernanda Rodrigues Leal, 35 anos, moradora da Vila do Abraão, ao ser imunizada.

– Estamos abraçando a Ilha Grande com esta vacinação para dar tranquilidade aos moradores, a quem visita a ilha e a quem trabalha com o turismo – celebrou o prefeito.

– Com o morador mais protegido, a gente salva vidas e pode buscar um turismo mais responsável, em uma ilha que recebe gente do mundo inteiro – disse Glauco Fonseca, secretário de Saúde do município.

Foto: Wagner Gusmão





Fonte: Diário do Vale