‘Operação VR em Ordem’ volta para as ruas da cidade com reforço das forças de segurança

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Foco será nas motos e carros com som alto, moto sem placa e condutor sem capacete e sem habilitação

A retomada do projeto, desta vez, conta com o reforço integrado das forças de segurança – Foto: Cedidas pela SEMOP.

Volta Redonda- Tendo como objetivo sanar as irregularidades apontadas por denúncias da população, através de fiscalizações, a “Operação VR em Ordem” está sendo retomada nesta quinta-feira, 27, após várias reuniões e planejamentos estratégicos realizados pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOP), Guarda Municipal de Volta Redonda (GMVR), Polícia Militar (PMRJ) e Polícia Civil de Volta Redonda.

A retomada do projeto, desta vez, conta com o reforço integrado das forças de segurança e vai atuar por tempo indeterminado. As ações serão realizadas em todos os centros comerciais e pontos noturnos do município, que são alvos de muitas reclamações, além de locais considerados críticos pelas forças de segurança.

“Pretendemos melhorar o ordenamento da cidade e contamos com as parcerias de outras secretarias do município e com as forças de segurança, através do projeto ‘VR em Ordem’”, explicou o secretário Municipal de Ordem Pública, tenente-coronel Luis Henrique Monteiro Barbosa.

O comandante interino da GMVR, inspetor Silvano de Paula, informou sobre a importância das denúncias: “a participação da população na segurança pública é fundamental para alcançarmos o sucesso das fiscalizações. O contato pode ser feito através do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), além da Ouvidoria, pelo telefone (24) 3339-9151 e e-mail: [email protected]”, disse.

O secretário Luiz Henrique explicou que “serão verificados todos os veículos que apresentarem esse tipo de irregularidade e que causam muitos incômodos aos moradores de Volta Redonda. Ficou decidido que as operações só terão fim quando forem resgatadas a tranquilidade e a paz da cidade”, afirmou. O projeto VR em Ordem foi criado em 2011 pelo secretário da SEMOP, na época comandante da GMVR.

Para complementar as ações contra o barulho abusivo, está sendo planejada uma campanha de conscientização, que deve ser lançada em março, com a participação das entidades ligadas ao comércio.

“Tenho certeza que, daqui a algumas semanas, o resultado dessas fiscalizações nas ruas será a diminuição do som abusivo e da moto barulhenta. Mas temos que pensar de forma consciente, por isso a importância dessa campanha”, declarou o secretário Luiz Henrique.





Fonte: Diário do Vale