Obras do Pátio de Manobras avançam em Barra Mansa

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A secretaria municipal de Planejamento Urbano de Barra Mansa está acompanhando, sistematicamente, mais uma intervenção urbanística realizada pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) que integra as obras de readequação ferroviária de Barra Mansa.

***

A obra se refere a um pontilhão rodoviário sobre o Córrego Cotiara, situado próximo à Várzea do Quartel.

***

O serviço está sendo efetuado pelo consórcio CTESA/VEREDA.

***

 Segundo informações do secretário de Planejamento Urbano, Eros dos Santos, o pontilhão tem 6,5 metros de comprimento e 10 metros de largura, incluindo a parte pavimentada, guarda roda e passeio de pedestre.

***

“O pontilhão ligará duas ruas projetadas que serão construídas a partir das obras complementares de urbanização ainda a serem licitadas”, detalhou.

Defesa do consumidor

O presidente da Comissão de Direito do Consumidor da OAB de Volta Redonda e membro da Comissão de Direito do Consumidor da OAB RJ, Dr José Roberto Paiva, esteve em visita nesta segunda (16) no Palácio Guanabara, onde se reuniu com o coordenador do Procon Estadual, o Dr Cássio Coelho. Na oportunidade, o convidou para palestrar na OAB de Volta Redonda, além de levar demandas do município, como alto preço do combustível.

 

Indústria têxtil

Das 12.760 empresas sediadas no município de Petrópolis, 1.706 têm atividades relacionadas à área têxtil. O município também conta com um estoque de 60.759 postos de trabalho, dos quais 8,5% são desse setor. Os dados foram apontados pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedeerj) durante a audiência pública da Comissão de Tributação, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), realizada nesta segunda-feira (16/05).

 

Estudos

Na reunião, foram apresentados estudos de impacto financeiro e econômico da aplicação do Projeto de Lei 5.490/2022, que propõe adoção do regime especial de tributação para estabelecimentos fabricantes de produtos têxteis, de confecções e aviamentos, até 2032. A medida é de autoria dos deputados André Ceciliano (PT), presidente da Alerj; Luiz Paulo e Lucinha, ambos do PSD.

 

Possibilidades

Na apresentação do impacto financeiro da implantação da lei, a Subsecretaria de Receita Estadual, da Secretaria de Fazenda (Sefaz), apontou duas hipóteses: uma para que o incentivo fiscal fosse aplicado a todos os municípios do estado, e outra no sentido de que o benefício fosse restrito ao município de Petrópolis. “No primeiro caso, o potencial de redução de arrecadação no comércio varejista no estado seria em torno de R$ 400 milhões. Aplicado somente a Petrópolis, a redução na receita ficaria na casa dos R$ 10 milhões”, explicou o auditor fiscal da Sefaz, João Carlos da Costa, com base em estimativas produzidas pelo banco de dados eletrônicos da secretaria.

 

Próximos passos

Presidente da Comissão de Tributação, deputado Luiz Paulo disse que vai encaminhar um ofício das audiências para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, com uma sugestão de substitutivo. “O projeto foi à pauta em primeira discussão e recebeu quatro emendas. Com base nos estudos, sabemos que o benefício ficará restrito a Petrópolis, que tem o menor impacto anual na receita. Além disso, outros detalhes precisam ser aperfeiçoados, como a extensão do regime especial até 2025 ou até 2032”, explicou.

 

Regime

O projeto originalmente estabelece o regime especial de tributação até 31 de dezembro de 2032, para os estabelecimentos fabricantes de produtos têxteis, artigos de tecidos, confecção de roupas e acessórios de vestuário e aviamentos para costura. Mas os deputados apresentaram emendas para redução do prazo dos benefícios até 2025. O texto promove alterações na Lei 6.331/12, de autoria do deputado André Corrêa (DEM). Esteve presente na reunião também a deputada Martha Rocha (PDT).

 

O post Obras do Pátio de Manobras avançam em Barra Mansa apareceu primeiro em Diário do Vale.



Fonte: Diário do Vale