Namorada de copiloto de avião que caiu em Ubatuba pede que autoridades sigam com buscas | Rio de Janeiro

0
54


Brito Júnior é uma das três pessoas que estavam na aeronave, que sumiu em mar aberto, perto de Ubatuba, por volta das 21h desta quarta-feira (24). O receio de Thalya Viana, a namorada do copiloto, é que as tentativas de encontrar sobreviventes e os destroços fossem interrompidas ao anoitecer.

“A gente [a família de José Porfírio de Brito Júnior] queria pedir aos bombeiros para continuar as buscas. A gente sabe que, por protocolo, as buscas em helicópteros param a partir de determinado momento”, disse Thalya.

Avião bimotor cai na divisa entre Paraty, no Sul do Rio, e Ubatuba, em São Paulo

Avião bimotor cai na divisa entre Paraty, no Sul do Rio, e Ubatuba, em São Paulo

Ainda na tarde desta quinta, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que um corpo e destroços foram encontrados no mar, próximo do local do acidente aéreo. O corpo foi resgatado por uma equipe em um helicóptero da FAB e transportado até a Base Aérea de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Entretanto, até as 17h, não era possível identificar de quem era o corpo encontrado.

A última vez que Thalya entrou em contato com o namorado foi por volta das 20h de quarta-feira, antes de ele decolar Aeroporto dos Amarais, em Campinas, com destino ao Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Segundo a mulher, Brito Júnior tinha experiência em fazer o trajeto.

Outro apelo de familiares é para que as pessoas não depositem dinheiro em qualquer conta supostamente aberta por parentes do copiloto. Thalya disse que já identificou perfis falsos que estão solicitando depósitos via PIX.

Bimotor com 3 a bordo cai no mar entre SP e RJ — Foto: Arte/g1



Fonte: G1