Mutirão de cirurgias ginecológicas e de vesícula beneficia 47 pessoas em Volta Redonda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Foto: Secom/PMVR

Volta Redonda – O mutirão de cirurgias ginecológicas e de vesícula da Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com a rede privada, beneficiou 47 pessoas em três meses. Implantado em fevereiro deste ano para zerar a fila por estas cirurgias eletivas no município, o programa realizou 34 procedimentos ginecológicos e 13 de vesícula até o final do mês de abril. Para este mês de maio estão programadas mais 15 cirurgias, 13 ginecológicas e duas de vesícula.

A Secretaria Municipal de Saúde iniciou a oferta por estas duas modalidades devido ao número significativo de mulheres com alterações ginecológicas e pessoas com cálculo de vesícula. E a convocação, por contato telefônico, prioriza os pacientes que já estão na fila de espera. Antes do procedimento cirúrgico, eles passam por consulta pré-operatória, recebem encaminhamento com a data da cirurgia e têm o acompanhamento pós-operatório. No total, 188 pessoas foram encaminhadas para avaliação.

Leila Cristina Barcelos Fonseca, moradora do Retiro, fez a cirurgia em fevereiro. “Passei por uma internação no Hospital São João Batista, em outubro do ano passado, que identificou a necessidade de cirurgia ginecológica e cálculo na vesícula. Graças ao mutirão, já fiz a primeira e, após três meses em recuperação, estarei apta para a segunda”, agradeceu.

Rogéria Ferreira Marques Alves, que mora no Vale Verde, fez a cirurgia ginecológica no final do mês de março. Ela destacou a qualidade do atendimento. “Fui muito bem atendida no hospital, desde a recepção, passando pela enfermagem, até chegar à equipe médica. Agradeço à prefeitura pela iniciativa”, disse.

Rosemira dos Santos Aquino, do bairro Retiro, foi uma das primeiras pacientes beneficiadas com a cirurgia ginecológica. “Aguardo pelo procedimento há anos e foi muito bom ter sido chamada. O atendimento é perfeito, do pré-operatório ao acompanhamento pós-cirurgia”, falou.

“Encontramos uma longa fila, com muitas pessoas aguardando para estes procedimentos. Tivemos de reestruturar a rede em meio ao pior período da pandemia e vamos usar todos os recursos para zerar a espera. A convocação está sendo feita de acordo com a disponibilidade da rede privada”, explicou a secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha.

O post Mutirão de cirurgias ginecológicas e de vesícula beneficia 47 pessoas em Volta Redonda apareceu primeiro em Diário do Vale.



Fonte: Diário do Vale