Mercado de veículos mostra forte reação em Volta Redonda

0
14


Vendas de veículos zero tiveram alta de 131%, e de usados, de 143% na comparação entre os primeiros semestres de 2020 e 2021

Mercado de veículos cresce no primeiro semestre de 2021 em comparação com 2020
(Foto: Arquivo)

Volta Redonda – A comparação entre as vendas de veículos nos primeiros semestres de 2020 e 2021 mostra que as vendas de veículos  novos e usados foram fortemente atingidas pelas medidas de restrição adotadas no primeiro momento da pandemia de Covid-19. O que parecia ser um ano promissor para o mercado de veículos passou a ser uma queda fortíssima e começou a melhorar no fim do primeiro semestre.

Os números do segundo semestre vão mostrar se a recuperação demonstrada até agora se deve aos péssimos resultados dos meses de abril a junho do ano passado ou se há uma consistência na recuperação da intenção de compra de veículos com a redução das restrições devido à pandemia.

Os veículos novos começaram o ano com crescimento nas vendas em relação a janeiro de 2020 (note-se que em janeiro de 2020 ainda não havia a declaração de pandemia). Foram 284 licenciamentos em 2020 contra 435 em 2021 – alta de 53,7%, sendo qie em janeiro de 2020 não houve restrições por causa da pandemia. Em fevereiro, já houve uma queda de 22,94%: foram 168 unidades contra 218 de 2020. Já março de 2021, com a pandemia batendo à porta, houve novo crescimento, com 282 emplacamentos contra 160 de 2020. Os números usados nesta reportagem são do Detran-RJ.

O mês de abril de 2020, quando as restrições valeram durante todo o mês, foi um verdadeiro desastre para a venda de veículos novos: apenas 2, contra 200 em 2021. O problema se repetiu em maio de 2020 – 20 veículos emplacados, enquanto 333 saíram das concessionárias no mesmo mês deste ano. Junho foi mais do mesmo 47 emplacamentos em 2020, contra 271 em 2021.

Na comparação entre os dois primeiros semestres, foram 731 emplacamentos no primeiro semestre de 2020 e 1.689 no mesmo período de 2021. O crescimento foi de 131,05%.

Usados

O mercado de usados começou 2021 em queda em relação a 2020, lembrando os números de janeiro do ano passado não podem ser atribuídos à pandemia: foram 923 este ano contra 1.042 no ano passado; em fevereiro deste ano, as transferências também foram inferiores às de 2020 – 1.329 a 1.678. Em março de 2020, com as medidas restritivas começando a valer, houve 1.101 transferências de propriedade de veículos usados em Volta Redonda; este ano, com as restrições relaxadas, foram 1.774.

Abril de 2020 foi o primeiro mês em que as restrições duraram o mês inteiro; o resultado foram apenas cinco transferências de propriedade; este ano, com as restrições flexibilizadas, 1.208 veículos foram transferidos. Maio, com 19 transferências no ano passado e 2.530 este ano, mostra novamente o impacto das restrições na pandemia. Junho é uma repetição da mesma história: 111 transferências em 2020 e 1.858 em 2021. No geral, o primeiro semestre de 2020 teve 3.956 transferências e  o mesmo período de 2021, 9.622, num crescimento de 143,23%.

O segundo semestre, que vai mostrar vendas feitas com as medidas de restrição já relaxadas em ambos os anos, poderá sinalizar melhor se a tendência e recuperação se mantém.

 





Fonte: Diário do Vale