Justiça expede mandado de prisão temporária contra três suspeitos de envolvimento no ataque a tiros que atingiu Mingau em Paraty




Crime aconteceu no sábado, no bairro Ilha das Cobras. Homem suspeito de envolvimento no ataque foi preso no domingo. Baixista do Ultraje a Rigor está internado em coma induzido em hospital de SP. A Justiça emitiu nesta quarta-feira (6) um mandado de prisão temporária contra três suspeitos de envolvimento no ataque a tiros que atingiu Rinaldo Oliveira Amaral, mais conhecido como Mingau, baixista do Ultraje a Rigor, em Paraty (RJ).
Os três, a partir de agora, passam a ser considerados foragidos. A Polícia Civil já iniciou as diligências para localizá-los. Até a publicação desta reportagem, os mandados ainda não tinham sido cumpridos.
No domingo (3), um dia depois do crime, um homem, de 29 anos, já tinha sido preso por suspeita de participação no ataque. Ele foi localizado no bairro Ilha das Cobras, onde ocorreu o ataque.
Mingau, baixista do Ultraje a Rigor
Divulgação
Internado na UTI em coma induzido
Depois de passar por uma cirurgia de emergência na cabeça, Mingau está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital São Luiz, em São Paulo. O baixista está em coma induzido e o quadro é considerado grave. Ainda não há previsão de alta.
“O Hospital São Luiz do Itaim, da Rede D’Or, informa que o paciente Rinaldo Amaral, conhecido como ‘Mingau’, segue internado em Unidade de Terapia Intensiva, em estado grave. O paciente está sedado, sob ventilação mecânica e será submetido a novos exames para reavaliação do quadro clínico”, informa o boletim médico divulgado pelo hospital às 11h desta quarta-feira (6).
O músico chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Hugo Miranda, em Paraty, mas precisou ser transferido porque não havia neurocirurgião na unidade.
Filha do baixista Mingau diz que o estado do pai é delicado
Relembre o caso
Mingau foi baleado por volta de 22h de sábado. O músico, de 56 anos, estava com um amigo passando em um carro em alta velocidade perto da Praça do Ovo quando foi alvo de vários disparos efetuados por criminosos armados.
Em depoimento à Polícia Civil, o amigo, que estava no veículo, disse que eles sacaram dinheiro no banco e estavam indo fazer um lanche quando sofreram o ataque.
Depoimento do amigo de Mingau para a Polícia Civil
Reprodução
À Polícia Militar, o acompanhante de Mingau deu outra versão: a de que ambos estavam indo comprar drogas, segundo o registro da ocorrência.
O carona contou que se abaixou para se proteger dos tiros, mas percebeu que Mingau caiu para o seu lado logo após os primeiros disparos. Em seguida, o automóvel perdeu o controle e bateu no portão de uma casa.
O amigo do músico explicou ainda que assim que encostou em Rinaldo viu que ele foi atingido na cabeça.
Assista à reportagem do Fantástico
Mingau é submetido a cirurgia de emergência após ser baleado na cabeça; estado é grave
Siga o g1 no Instagram | Receba as notícias no WhatsApp
VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul



G1 Sul e Costa Verde