Escolas de Barra Mansa recebem palestra de assessora do Consulado Geral do Japão

0
12


Foto: Paulo Dimas

Barra Mansa   – A prefeitura de Barra Mansa recebeu nesta segunda-feira, 05, a representante e assessora do Consulado do Japão, Marcelle Serrão Faria, para palestras a respeito das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio. O encontro aconteceu nas escolas Marcello Drable, no bairro Ano Bom, e Paulo Basílio, na Vila Nova e também foi direcionada para assuntos referentes à cultura japonesa envolvendo matérias como História, Geografia, Ética, Arte e Educação Física.
A assessora, que mora no Rio de Janeiro, é natural de Barra Mansa e há anos vem esporadicamente ao município para trazer materiais de divulgação sobre o país.
Participaram da palestra as turmas do 6º ao 9º ano das escolas. Durante a conversa, foram entregues às crianças panfletos, revistas e jornais do consulado que informam sobre a cultura, as comidas típicas, os costumes do povo japonês e fotos de pontos turísticos. Além disso, Marcelle dividiu com os alunos suas experiências no trabalho e também de quando esteve no Japão. Por fim, fez uma divulgação sobre as bolsas de estudos que são oferecidas pelo governo japonês, por meio do Ministério de Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT).
A diretora do colégio Paulo Basílio, Janaina Mendes, falou sobre a oportunidade de conhecimento que a palestra ofereceu aos alunos.
“Essa palestra abre um espaço cultural muito grande. Os alunos poderão conhecer o Japão através das Olimpíadas e Paralimpíadas que acontecem esse ano, mas só através disto eles não terão tanto acesso à cultura e do que acontece no país. Essa conversa traz uma oportunidade deles vivenciarem um pouco do Japão aqui em uma cidade de interior”.
Marcelle expressou sua gratidão e informou os planos para quando voltar à cidade. “Eu estou agradecida. Pretendo voltar à Barra Mansa e trazer algumas oficinas de trabalho com papel. É um hobby que eu tenho de reaproveitamento de papel que vai além da arte, envolvendo a importante questão da sustentabilidade. Quero voltar a Barra Mansa e organizar várias oficinas. Espero também que as crianças tenham a oportunidade de visitar o Centro Cultural do Consulado para assistirem a filmes, ouvirem palestras e sentirem o Japão mais de perto”.

 





Fonte: Diário do Vale