Entenda as diferenças entre aula remota e EAD

0
31



Por mais próximas que se pareçam, as duas modalidades não podem ser consideradas iguais Entenda as diferenças entre aula remota e EAD
Divulgação UBM
Desde que o mundo começou a enfrentar a pandemia de coronavírus, diversos setores tiveram que adaptar suas realidades para ambientes virtuais para seguir funcionando. E a Educação foi um deles.
Com isso, instituições com cursos presenciais adotaram, em sua grande maioria, o ensino remoto. No entanto, essa mudança gerou muitas dúvidas, principalmente para quem nunca estudou por essa modalidade.
E, não se engane: o que pode parecer muito próximo da já conhecida Educação a Distância (EAD), tem características bem diferentes, portanto, essas modalidades não podem ser vistas como equivalentes.
A primeira informação importante é que EAD é uma modalidade educacional, já consolidada pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com a definição do próprio órgão, no EAD, a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos (Fonte: Portal MEC).
Já o ensino remoto é uma metodologia adotada diante um momento de urgência – neste caso, em especial, por conta da pandemia. Ela está embasada por diversas portarias elaboradas pelo Ministério da Educação, divulgadas a partir de março deste ano e com autorização para seguir até dezembro. As medidas citadas são a Portaria nº 343, de 17 de março de 2020, que permitiu as aulas remotas, e a mais recente, Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020, que estende o prazo desta permissão.
Confira neste texto os pontos que mostram as características mais marcantes de cada uma.
Ensino Remoto
Como você conferiu nos parágrafos anteriores, uma atividade ou aula remota pode ser considerada como uma solução temporária, assim como já está sendo aplicado em algumas escolas e universidades que eram presenciais, para seguir com as atividades pedagógicas. Ela tem como ferramenta principal a internet – este é um ponto em comum com a EAD.
Porém, as semelhanças param por aí. No ensino remoto, as aulas podem ser ao vivo ou gravadas, sendo sempre nos mesmos dias e horários que seriam as aulas presenciais. Nesses encontros, há interação instantânea com o professor da disciplina.
Os materiais, atividades e avaliações são personalizados por turma e elaborados por cada professor, além de que as atividades passam a seguir um calendário próprio, de acordo com plano de ensino, adaptado para a situação emergencial.
Educação a Distância
Nos cursos de Educação a Distância, o estudo é mais flexível, com um estilo de aprendizagem otimizado. Os alunos acompanham o conteúdo por meio de videoaulas gravadas, a qualquer hora e de qualquer lugar, e têm à disposição um único tutor para tirar dúvidas, independente da disciplina.
Os materiais e atividades são produzidos a partir de um padrão e distribuídos em escala, assim como as atividades, testes e o calendário acadêmico também é unificado.
Esses são os principais detalhes que diferem o Ensino Remoto da Educação a Distância. É interessante levar em consideração também que, acima de tudo, em ambas as formas, o estudante deve organizar uma rotina de estudos bem estruturada e comece a ter conhecimento sobre algumas ferramentas online que irá utilizar para seguir com a sua formação acadêmica.


Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui