'Elas estão fazendo muita falta para as minhas filhas': diz mãe que procura calopsitas desaparecidas

13



Segundo Dominiky, uma das filhas, de 3 anos, costuma se acalmar com o canto da ave quando está agitada. Mãe procura pelas calopsitas das filhas
Divulgação/ Redes Sociais
Uma mãe de Resende, no Sul do Rio de Janeiro, está a procura de duas calopsitas que desapareceram no último domingo (28). Os animais estavam no portão da casa onde a família mora no bairro Morada da Colina II quando foram vistos pela última vez.
Segundo a mãe, Dominiky Dias, os pássaros voaram até a varanda da casa e depois não foram mais vistos. Ao consultar as câmeras de vigilância da residência, ela viu que os bichinhos foram para o portão de fora e, em seguida, levados por uma mulher que passava pelo local.
“Elas [aves] são da família, mas são mais das minhas filhas. A mais nova tem possível autismo e é cega. Quando ela está muito agitada, se acalma com o canto dos pássaros”, disse a mãe das crianças de 3 e 7 anos.
Uma das calopsitas é toda branca e se chama Princesa. Já a outra, branca e cinza, recebeu o nome de Branco.
Calopsita Branco foi pega no portão de casa em Resende
Reprodução/ Redes Sociais
“Temos muito amor por elas, estão na família há muito tempo. Estamos sofrendo muito. Minha filha mais velha não para de chorar sentindo falta dos bichinhos dela”, disse Dominiky.
Quem tiver informações sobre o paradeiro das aves, pode entrar em contato através dos telefones (21) 96731-9420 ou (24) 99866-9916.
“Eu só gostaria que quem as encontrou, devolvesse. Elas estão fazendo muita falta para as minhas filhas”, relatou Dominiky.
Princesa está desaparecida desde domingo
Reprodução/ Redes Sociais
Branco está desaparecido desde domingo
Reprodução/ Redes Sociais


Fonte: G1