CSN vence Prêmio Faz Diferença

0
14


As iniciativas promovidas pela CSN para aumentar a diversidade na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, conquistaram o Prêmio Faz Diferença, na categoria desenvolvimento do Rio. 

***

O Programa Diversidade tem o objetivo de criar um ambiente inclusivo, fortalecendo o respeito a todos os trabalhadores, além de criar iniciativas que favoreçam o desenvolvimento para a equidade de oportunidades.

***

Os destaques foram o aumento da representatividade de mulheres na Siderurgia e a capacitação dos grupos (Gênero e Raça).

***

Segundo Anderson Castro, Gerente de Gente e Gestão Siderurgia, a Usina Presidente Vargas alcançou resultados importantes, como, por exemplo, o aumento de 7,5% em 2018 para 10,4% de representatividade de gênero em 2020.

***

O anúncio dos vencedores de todas as categorias foi feito no último sábado (31/7) no suplemento especial sobre o Faz Diferença, no jornal O Globo. A premiação acontecerá no dia 25/8, na Casa Firjan (Rio de Janeiro).

 

Orgulho

Milton Picinini Filho, Diretor Executivo de Produção Siderurgia, destaca o orgulho em receber esse prêmio, que é resultado de um trabalho coletivo da companhia em promover um ambiente acolhedor para a diversidade, e representa uma quebra de paradigma em uma indústria pesada como a siderúrgica.

 

Pacto

A empresa que está completando 80 anos, também assinou o Pacto Global com a ONU para implantação das práticas ESG (sigla em inglês para aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa) em todo o grupo.

 

Inclusão

“ A diversidade e a Inclusão fazem parte da nossa história, da nossa natureza e está no centro da estratégia ESG do Grupo CSN. Acreditamos na inclusão como um mecanismo de transformação da sociedade e aceleração do nosso negócio”,  comemora Alan Ricieri Gianotti, Gerente de Diversidade e Inclusão da CSN.

 

Sobre o prêmio

Em sua 18º edição, a iniciativa é uma parceria da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) com o jornal O Globo e premiou as organizações que trabalharam uma visão estratégica do negócio, integrando a dimensão social com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável do estado do Rio de Janeiro. Os projetos implementados pelas empresas indicadas foram realizados em 2020 e estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Capacita

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) – em parceria com a Receita Federal do Brasil (RFB), o Ministério Público Estadual (MPRJ), o Conselho Regional de Contabilidade (CRCRJ) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OABRJ) – irá realizar nesta quinta-feira (05/08), às 16h, mais uma reunião do projeto “Tributo Cidadão: Como Construir uma Sociedade Solidaria”, que capacita órgãos municipais de assistência social sobre a regulamentação de fundos da criança, do adolescente e do idoso.

 

Público

Esta edição será destinada a gestores de Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Rio Bonito, Rio das Ostras e Silva Jardim.

 

Objetivo

O objetivo é promover a instituição e o adequado cadastramento de Fundos Especiais, visando à correta e oportuna utilização de benefícios fiscais. Atualmente, os contribuintes de Imposto de Renda que fazem a declaração pelo modelo completo têm a opção de destinar até 3% do imposto devido aos fundos estaduais ou municipais da Criança e Adolescente e outros 3% para Fundos do Idoso.

 

Participantes

O evento é dedicado principalmente aos Conselheiros de Direitos, mas é esperada a participação de organizações da sociedade civil, de membros do poder público, de profissionais de contabilidade, de advogados e de todos os demais cidadãos interessados nos municípios envolvidos. Os temas abordados serão: doações do imposto de renda aos fundos e habilitação dos fundos na declaração do IRPF 2022. A inscrição é gratuita e deve ser realizada pela plataforma Sympla, pelo link: https://www.sympla.com.br/tributo-cidadao—05-de-agosto__1297566





Fonte: Diário do Vale