Corpo de desaparecida em Angra dos Reis não tinha sinais de violência, aponta laudo do IML | Sul do Rio e Costa Verde

0
55


Nesta segunda (30), a família de Cristiane já tinha reconhecido o corpo, por fotos, pelas tatuagens na perna. Nesta tarde, os familiares da vítima estiveram no IML para acompanhar os trâmites da liberação.

Filho de Cristiane chega ao IML do Rio — Foto: Henrique Coelho/G1

O cadáver foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros em Barra de Guaratiba e retirado somente nesta segunda, porque o mar estava agitado no fim de semana.

O delegado titular de Angra dos Reis, Vilson Almeida, falou sobre a linha de investigação empregada após laudo do IML.

“Nós continuamos investigando e descartamos a violência empregada a ela, já que o médico-legista não encontrou nenhum vestígio. Provavelmente, houve um naufrágio e ela ficou muito tempo submersa. As buscas continuam e […] os bombeiros encontraram uma janela que é compatível com a da embarcação. Nós continuamos investigamos para saber o que aconteceu com esse casal”.

Delegado Vilson Almeida fala sobre rumo das investigações após laudo do IML

Delegado Vilson Almeida fala sobre rumo das investigações após laudo do IML

Cristiane, de 48 anos, e Leonardo Machado de Andrade, de 50 anos, não eram vistos desde o dia 22, quando saíram de barco na Ilha Grande, na Costa Verde. As buscas por Leonardo e pela embarcação continuam.

No domingo, o filho de Cristiane, Guilherme Brito, esteve na Restinga da Marambaia para fazer buscas. Ele chegou a pegar uma embarcação e navegar pela restinga, porém, devido ao mau tempo, teve que retornar.

Casal desaparecido em Angra dos Reis — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Desaparecidos há uma semana

Segundo a Polícia Civil, Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, e Leonardo Machado de Andrade, de 50, tentavam uma reconciliação durante o passeio na cidade.

A polícia ainda não detalhou se havia mais alguém na embarcação nem a causa da morte de Cristiane.

População pode ajudar com informações

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia pode ligar para os telefones 185, número para emergências marítimas e pedidos de auxílio, (24) 3365-3355, diretamente com a delegacia de Angra dos Reis, ou enviar e-mail para [email protected]

Também é possível passar informações através do Disque Denúncia, pelo telefone 0300-253-1177, ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. O anonimato é garantido.

VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul



Fonte: G1