Coronavírus: cidades renovam medidas para conter a pandemia; confira situação no Sul do Rio

17


Objetivo é frear o avanço da doença na região. Aulas em escolas e universidades, por exemplo, seguem suspensas. Além disso, ações abrangem diversos órgãos e serviços. As cidades do Sul e Costa Verde do Rio de Janeiro renovaram as medidas que haviam sido tomadas nas últimas semanas por conta da pandemia do novo coronavírus. O objetivo é frear o avanço da doença na região.
Aulas em escolas e universidades, por exemplo, seguem suspensas. Além disso foram afetados pelas restrições órgãos públicos, turismo, eventos culturais e esportivos, comércio e demais serviços oferecidos à população. Algumas medidas seguem as recomendações do Governo do Estado.
MAPA E EVOLUÇÃO: Casos de coronavírus no Brasil e no Mundo
VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas
BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus
VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações
SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar, entenda
As prefeituras de Paty do Alferes e Vassouras permitiram a reabertura do comércio. A medida foi tomada após o anúncio do governador Wilson Witzel que permite a flexibilização das medidas restritivas em municípios onde não há casos confirmados da Covid-19.
O governador disse que a circulação será permitida, mas sem aglomerações. Além disso, os moradores dessas cidades também não poderão sair para visitas a municípios vizinhos.
Veja abaixo as principais medidas que foram renovadas:
Educação
As aulas nas escolas públicas e privadas e universidades das 24 cidades da região continuam suspensas. A maior parte das prefeituras decidiu prorrogar por mais 15 dias a medida, que também se estende para escolas técnicas e creches públicas e privadas.
Saúde pública
As prefeituras também renovaram as medidas e recomendações com relação ao atendimento nos hospitais e unidades de saúde das cidades do Sul do Rio. Pessoas com sintomas de coronavírus, por exemplo, só devem ir aos hospitais se tiverem febre por dois dias. E aquelas cujo contágio foi confirmado devem ficar em casa, em isolamento social. Cidades como Três Rios e Resende montaram centros de triagem para atender moradores com sintomas semelhantes aos da Covid-19. Já Volta Redonda criou um hospital de campanha com 114 leitos para receber pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.
A recomendação é procurar os hospitais apenas em casos de urgência.
Pessoas com sintomas de coronavírus só devem ir aos hospitais se tiverem febre por dois dias.
Exames para confirmar o coronavírus estão sendo feitos apenas em casos mais graves.
Procedimentos cirúrgicos eletivos nos hospitais foram suspensos por tempo indeterminado. As exceções são as cirurgias de urgência e emergência.
As férias de todos os servidores da rede pública de saúde do estado foram suspensas.
Transporte público
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, renovou por mais 15 dias as medidas restritivas no estado para para conter a disseminação do novo coronavírus. Entre as medidas, está a redução de 50% da frota e ônibus, barcas, trens e metrô.
Comércio
Entre as medidas atualizadas no último decreto do Governo do Estado também estão recomendações quando ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais das cidades do Rio. O documento sugere:
Restringir a 30% a lotação em bares, restaurantes e lanchonetes, com normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento;
Restringir a hóspedes o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes no interior de hotéis e pousadas;
Fechar academias de ginásticas;
Fechar shopping centers e centros comerciais, exceto supermercados, farmácias e serviços de saúde. Bares, restaurantes e lanchonetes devem observar a restrição da lotação e reduzir em 30% o horário de funcionamento.
Supermercados
O abastecimento está dentro da normalidade em todas as cidades, segundo a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj). A instituição registrou, na última semana de março, uma queda de 12% na movimentação nos supermercados, e 19% nas vendas em geral, comparada com a semana anterior (16 a 22/03).
“Entre os fatores que influenciaram nesta redução estão, o aumento de pedidos para entrega em casa e a conscientização do consumidor de comprar somente o necessário, reduzindo, com isso, as idas ao supermercado”, avalia a Asserj.
Orientações aos clientes:
Não há necessidade de preocupação, nem de “corrida” aos mercados para estocar produtos.
O ideal é que uma pessoa por família vá ao supermercado.
Manter distância nas filas que normalmente são formadas nos caixas e nos setores de açougue, laticínios e padaria.
Detran
O Detran-RJ anunciou na última quinta-feira (2) a prorrogação por mais 15 dias da suspensão das atividades no estado por causa da pandemia de coronavírus. Somente os serviços de emergência seguem funcionando, assim como a cessão de espaços para a vacinação contra a gripe.
Eventos culturais
Foi prorrogada até o dia 13 de abril a suspensão dos seguintes eventos:
Comícios e passeatas;
Sessões de cinema e de teatro;
Shows;
Eventos em salão ou casa de festas, como aniversários;
Feiras;
Eventos científicos;
Visitas a presídios
O governador Wilson Witzel prorrogou até o dia 13 de abril a suspensão das visitas em todos os presídios do estado.
Esporte
Campeonato Carioca está suspenso até o dia 30 de abril. Representantes de clubes do Rio se reuniram virtualmente com o presidente da Ferj, Rubens Lopes, na quarta-feira (1º). As equipes foram unânimes na decisão e definiram que o estadual voltará assim que houver o aval das autoridades responsáveis por combater a pandemia do novo coronavírus.
A CBF e a Conmebol também adiaram suas competições.
A comissão organizadora da Copa Rio Sul de Futsal suspendeu os jogos duas semanas.
Polícia Militar
O policiamento ostensivo continua sendo feito nas ruas. Além do patrulhamento de rotina, os batalhões estão realizando ações para conscientizar sobre as normas e recomendações para conter o avanço do novo coronavírus no estado do Rio, evitar aglomerações, como evitar aglomerações, por exemplo.
Nos locais de grande concentração de público, as ações de conscientização têm utilizado as sirenes das viaturas. O som é usado para chamar a atenção das pessoas e emitir alertas de combate à pandemia.
Os policiais militares estão sendo orientados a manter as janelas das unidades e viaturas sempre abertas, limpar equipamentos e pontos de contato da viatura, evitar aproximação e cumprimentar através da continência, manter quando possível a distância de mais de um metro nos atendimentos de ocorrência, além da principal recomendação de lavar e higienizar as mãos com frequência;
As atividades operacionais só podem ser exercidas por policiais militares em perfeitas condições de saúde, física e psicológica;
A orientação é que os comandantes adotem uma escala de revezamento de profissionais que fazem serviços internos;
As férias de todos os colaboradores foram suspensas.
Delegacias
Também foram prorrogadas por mais 15 dias as medidas adotadas pela Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro para ajudar no combate ao coronavírus. Dessa forma, segue restrito o acesso às delegacias, para evitar filas e aglomeração no atendimento. Só serão atendidos os casos de homicídio, prisões em flagrante, roubo de veículos, casos enquadrados na Lei Maria da Penha e ocorrências em que haja perecimento da prova. Os outros casos devem ser registrados através da Delegacia Online, no site da Polícia Civil (clique aqui).
Polícia Rodoviária Federal
A Polícia Rodoviária Federal suspendeu o atendimento presencial nas unidades administrativas no Rio de Janeiro. Os canais disponibilizados para orientações são o e-mail: atendimento.rj@prf.gov.br e o telefone (21) 3503-9000. O horário de atendimento será das 8h às 17h.
O telefone 191 continua funcionando normalmente para o atendimento de emergências nas rodovias federais. As atividades de policiamento e fiscalização estão mantidas.
Academia Militar das Agulhas Negras
A Aman, em Resende, continua funcionando, porém com medidas preventivas para evitar a proliferação do coronavírus.
Os cadetes estão mantidos em regime de internato e as atividades foram adaptadas de forma a não haver aglomerações.
Os locais públicos como o teatro e capelania estão temporariamente fechados.
Restaurante Popular
O Restaurante Popular de Volta Redonda voltou a funcionar, mas apenas para retirada no local para evitar aglomerações.
O marmitex é vendido no valor de R$ 3,50. O restaurante está localizado na Avenida Integração, no bairro Aterrado, e vai funcionar em dois horários: no almoço, de 10h30 às 14h30, e no jantar, de 16h30 às 18h30.


Fonte: G1