Com análise das praias suspensa, Inea orienta sobre o que observar ao tomar banho de mar

0
5




Avaliação de balneabilidade está interrompida por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus. A análise de balneabilidade das praias da Costa Verde do Rio de Janeiro está suspensa por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus. A análise que era feita pelo Inea (Instituto Estadual do Ambiente) parou há mais de um ano a fim de preservar a saúde dos técnicos responsáveis.
Por isso, população e turistas de Angra dos Reis e Paraty precisam ficar atentos para descobrir se as praias estão ou não próprias para banho. Nessa hora, o Inea recomenda analisar:
Resíduos e detritos
É importante olhar o mar para observar a presença de detritos orgânicos, como folhas e galhos, assim como resíduos que podem ter sido jogados.
Cheiro e cor da água
Eles também dever ser levados em conta antes do mergulho. Se estranhar a cor ou o dor, evite o banho de mar.
Galeria de águas pluviais e canais de drenagem
Segundo o Inea, é bom evitar as praias que possuem galeria de águas pluviais e canais de drenagem.
Histórico de balneabilidade
Apesar de estar desatualizado, ele também pode ser relevante no momento de escolher a praia para o passeio. Aquelas que apresentam um histórico de liberação para banho são as mais prováveis de estarem aptas.
Confira no site no Inea a última análise de balneabilidade disponível.
Praia dos Coqueiros, em Angra dos Reis
Felipe Teixeira/Arquivo pessoal
VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul
n



Fonte: G1