Chuva intensa provoca transtornos em cidades do Sul e Costa Verde do Rio de Janeiro

41



Houve quedas de árvores, deslizamentos de terra, casas interditadas e ruas alagadas em várias cidades da região. Angra dos Reis e Volta Redonda foram as mais atingidas. A chuva intensa que atingiu o Sul e a Costa Verde do Rio de Janeiro na noite de segunda-feira (3) deixou alguns municípios da região em alerta.
Por causa do volume de chuva acima do esperado, houve queda de árvores, deslizamentos de terra e muitas ruas ficaram alagadas. As cidades mais atingidas foram Angra dos Reis, Volta Redonda, Barra Mansa, Valença, Quatis e Mendes.
Nesta terça feira (4), o dia tem sido de contabilizar os estragos e fazer a limpeza dos locais atingidos.
Angra dos Reis
O ponto mais atingido foi o bairro Ariró, onde choveu 88 milímetros de água em 24 horas. Por causa do volume de chuva acima do esperado, os moradores receberam uma mensagem de texto no celular para ficarem atentos. Além do alagamento de ruas, o maior transtorno foi em uma ponte que ficou danificada.
Também houve estragos em uma ponte no Recanto das Pedras, no bairro Zungu, onde o asfalto em torno da estrutura cedeu.
Asfalto cedeu ao redor de uma ponte no bairro Zungu
Reprodução/Redes Sociais
Técnicos da Defesa Civil foram aos locais atingidos para avaliar os danos causados às duas pontes.
Na RJ-155, houve quedas de árvores e deslizamentos de terra que deixaram alguns pontos da estrada em meia pista. Os transtornos foram no trecho entre o bairro Serra D’Água e o último túnel que faz limite com Rio Claro.
Deslizamento de terra na RJ-155, em Angra dos Reis
Reprodução/Redes sociais
Como também choveu na Serra da Bocaina, a grande quantidade de água na localidade causou aumento no volume da correnteza, provocando alagamento do rio no bairro Serra D’Água.
Volume da correnteza aumentou no rio no bairro Serra D’Água
Reprodução/Redes Sociais
A Defesa Civil informou que está monitorando as áreas de risco constantemente e, por enquanto, não há previsão de evacuação — o alerta de evacuação é emitido quando chove 35 mm em uma hora, ou mais de 100 mm em 24h.
Volta Redonda
Em Volta Redonda, foram registradas 22 ocorrências pela cidade. Segundo a Defesa Civil, choveu 102 milímetros em 24 horas.
Houve deslizamento de terra e quedas de árvore e de um poste na Rua Deolindo Miguel, no bairro Vila Brasília. A rua ficou totalmente bloqueada. A Light, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica na cidade, disse que técnicos foram às ruas para restabelecer o serviço.
Transtornos na Rua Deolindo Miguel, no bairro Vila Brasília
Reprodução/Redes sociais
No bairro Mariana Torres, um barranco cedeu e ocupou parte da Rua B.
Transtorno na Rua B, no bairro Mariana Torres
Reprodução/Redes sociais
Cinco imóveis foram interditados e em outros dois alguns cômodos foram isolados. As famílias foram abrigadas na casa de parentes.
Nesta segunda-feira, equipes da Secretária de Infraestrutura estão nas ruas trabalhando para resolver a situação nos pontos mais críticos.
A Defesa Civil pede que os moradores fiquem em alerta e em caso de emergência entrem em contato pelo telefone 199.
Barra Mansa
Em Barra Mansa, houve deslizamento de terra que fez parte do asfalto ceder na Rua José Henrique Batista, no bairro Jardim Primavera.
Parte do asfalto cedeu em rua do bairro Jardim Primavera
Reprodução/Redes sociais
Um árvore também caiu no bairro Moinho Verde. Equipes da prefeitura fazem nesta terça-feira o trabalho de limpeza para resolver os problemas nos dois locais.
Valença
Um trecho da RJ-145, em Valença, ficou alagado por conta da chuva, o que dificultou a passagem de veículos pela estrada, que liga a cidade a Barra do Piraí. No início da tarde desta terça-feira, a água já tinha escoado e não havia mais nenhum transtorno para o motorista.
RJ-145 bloqueada devido a alagamento
Reprodução/Whatsapp TV Rio Sul
Quatis
O volume de chuva fez o córrego São Domingos transbordar e alagar casas que ficam às margens da Rua da Palha, no distrito de Falcão.
Ruas alagadas no distrito de Falcão
Divulgação/Prefeitura de Quatis
Também em Falcão, houve quedas de barreiras em três pontos da RJ-149 e um barranco desabou e a terra atingiu o pátio de uma escola.
Uma equipe da prefeitura foi ao local para fazer a limpeza das ruas. Um caminhão-pipa também está à disposição da população.
Em caso de emergência, os moradores podem chamar a Defesa Civil pelo telefone 199.
Mendes
Uma queda de galhos de árvore sobre a rede elétrica por causa da chuva interrompeu o fornecimento de energia nos bairros Cinco Lagos e Martins Costa. Segundo a Light, empresa responsável pelo fornecimento, informou que técnicos estão trabalhando para restabelecer o serviço o mais rápido possível, mas não há uma previsão.


Fonte: G1