Ventania destrói parte de telhado de projeto social em Petrópolis, RJ: ‘era uma das nossas maiores conquistas’ | Região Serrana

0
7


Uma forte ventania em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, arrancou metade do telhado de um projeto social de uma comunidade no Alto da Serra, na madrugada deste sábado (29).

A ocorrência foi registrada por volta de 3h, quando pedaços do telhado se soltaram. Nenhuma residência foi atingida. A sede onde funciona o Projeto do Morro, fica na comunidade conhecida como Morro da Oficina.

“O telhado foi uma das maiores conquistas do projeto”, afirmou o idealizador e coordenador da iniciativa, Bruno Gonçalves.

Sala onde os cursos são ministrados no Projeto do Morro, em Petrópolis, no RJ — Foto: Lucas Machado

“Foram R$ 22 mil com doações em dinheiro e mão de obra, pra que a gente pudesse ampliar as atividades do projeto e proteger a estrutura”, acrescentou.

O projeto sobrevive de doações e o telhado foi instalado há cerca de dois meses.

Ao longo deste sábado, voluntários trabalharam na remoção das partes destruídas.

‘Era uma das nossas maiores conquistas’, diz idealizador do projeto Bruno Gonçalves — Foto: Lucas Machado

A Defesa Civil da cidade tem emitido alertas de ventos moderados a fortes desde a última sexta-feira (28), com a previsão da manutenção de rajadas ocasionais até a manhã de domingo (30). Até as 10h deste sábado (29), as estações meteorológicas registraram ventos de até 40 km/h.

Ao longo deste sábado (29), voluntários trabalharam na remoção das partes destruídas do telhado. — Foto: Lucas Machado

Agora, o objetivo é conseguir mais doações para consertar o prejuízo, e a organização lançou uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro. “Peço a todos que acreditam no projeto e no nosso trabalho, para que possam nos ajudar, porque são muitos anos de luta”, disse Bruno, emocionado, numa transmissão ao vivo nas redes do projeto.

Informações sobre como ajudar podem ser obtidas no telefone (24) 98833-5161.

Ventania fez partes do telhado de projeto social em Petrópolis, RJ, voarem próximo a residências — Foto: Bruno Gonçalves

O Projeto do Morro começou em 1999, com aulas de dança de rua, e há treze anos se modificou, acrescentando oficinas de esporte, cultura, lazer, além de cursos profissionalizantes.

Sede do projeto fica na comunidade Morro da Oficina — Foto: Lucas Machado

São mais de 10 opções de cursos e oficinas. Não há cobrança de mensalidade, apenas taxa de inscrição, que varia de R$ 50 a R$ 100, para manutenção do espaço.

Mais de 150 crianças, jovens e adultos fazem parte das oficinas e cursos. Para o projeto acontecer, vinte voluntários trabalham direta e indiretamente.



Fonte: G1