Teresópolis sedia campeonato mundial de radioamadorismo

0
11


Competição funcionará como treinamento para situação de calamidade pública ou de emergência

Das 15h deste sábado, 17/07, até as 18h de domingo, 18/7, acontecerá em Teresópolis um campeonato mundial de radioamadorismo, voltado para a banda de VHF. O local é Granja Mafra, no 2º Distrito. Com realização da CQ Magazine, revista reconhecida no mercado de radioamadorismo nos Estados Unidos, o evento tem edição anual e terá participação do Grupo de Radioamadores de Teresópolis (Grate), que trabalha em parceria com a Prefeitura para a operação de comunicação de emergência. A iniciativa tem o apoio das secretarias municipais de Defesa Civil, de Ciência e Tecnologia e de Turismo.

Durante a competição, também conhecida como Conteste, os participantes sairão a campo e deverão montar uma unidade avançada de comunicação, com todos os equipamentos necessários para uma transmissão, como ocorre durante uma situação real de emergência. Eles tentarão fazer o maior número possível de contatos para multiplicar os seus pontos, de acordo com o regulamento do campeonato.

“O Campeonato funcionará como um simulado, espécie de treinamento dos radioamadores para uma possível situação de calamidade pública, como ocorreu na tragédia de janeiro de 2011 na Região Serrana do Rio de Janeiro”, explica Carlos Guinle, presidente do Grate. “Será também um treinamento de resistência, pois 3 radioamadores de Teresópolis vão atuar, de forma intercalada, durante 27 horas ininterruptas de operação”, acrescenta.

O radioamadorismo é um serviço de comunicação mundial, praticado por pessoas de todas as idades, classes sociais e profissões, entusiastas da comunicação por rádio. É reconhecido pela União Internacional das Telecomunicações, órgão das Nações Unidas. No Brasil, a atividade é regulada pela Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações.

“Esse sistema é importante aliado da Defesa Civil do município, pois garante a comunicação quando os sistemas convencionais passam por problemas e são interrompidos, como ocorreu em 2011”, comenta Vinicius Oberg, secretário municipal de Ciência e Tecnologia. “É um meio mais rápido e eficaz de nos manter informados em tempo real e com informações fidedignas, já que a radiocomunicação é uma atividade regulada pela Anatel”, conclui o subsecretário Cleiton Pimentel.



Fonte: Prefeitura de Teresópolis