Teresópolis 130 Anos: Livros de artistas de Teresópolis são produzidos com recursos da Lei Aldir Blanc e lançados pela Secretaria de Cultura

0
15


Livros de artistas de Teresópolis são produzidos com recursos da Lei Aldir Blanc e lançados pela Secretaria de Cultura 

Lançados na última sexta-feira, 09/07, pela Secretaria Municipal de Cultura, os livros ‘Teresópolis, Minha Terra de Luz e de Amor’, de Andrea Viviana Taubman, e ‘Curso Básico de Sonorização – Aprenda a operar em poucas páginas’, de Ivan Bruno. Os projetos de produção dos dois livros foram contemplados pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal 14.017/2020), criada pelo Governo Federal para auxiliar os profissionais do setor cultural, tão prejudicado pela pandemia de Covid-19.

“São dois artistas contemplados pela Lei Aldir Blanc, que nos deu ferramentas para contemplar artistas de vários segmentos da forma mais democrática possível: através da participação dos editais lançados pela Secretaria de Cultura e que tiveram todas as etapas de execução acompanhadas e fiscalizadas pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais”, relatou Cléo Jordão Rezende, secretária de Cultura de Teresópolis.

Realizada no teatro da Casa de Cultura Adolpho Bloch, em Araras, a solenidade integrou a programação oficial pelo 130º aniversário de Teresópolis, teve a participação do Vereador Paulinho Nogueira, da secretária municipal de Educação, Satiele Santos, do ex-deputado estadual Nilton Salomão e de número limitado de convidados, respeitando os protocolos sanitários de distanciamento, uso de máscaras e de higienização das mãos. 

Autores e obras

Morando em Teresópolis desde 1996, a escritora Andrea Viviana Taubman teve o primeiro livro, ‘Um menino que tinha medo de errar’, publicado em 2009; o ‘Teresópolis, Minha Terra de Luz e de Amor’ é o 17º de sua carreira, tem ilustração de Thiago Taubman e selo Tenda Literária. “É um projeto que queria ter realizado há bastante tempo e algo que meus filhos não tiveram: um livro que contasse a história da cidade onde eles moram numa linguagem lúdica. Com a Lei Aldir Blanc consegui realizar o meu sonho”, comentou Andrea Taubman.  

O livro será distribuído pra turmas de 3º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais. “É fundamental evidenciar a literatura na vida escolar, ainda mais com a história de Teresópolis contada de uma maneira lúdica. Esse livro vai enriquecer muito as aulas desse segmento da Educação Infantil. Nada substitui o contato direto com o livro impresso”, destacou Satiele Santos, secretária municipal de Educação.

O teresopolitano Ivan Bruno é músico profissional há 26 anos e produziu o livro ‘Curso Básico de Sonorização – Aprenda a operar em poucas páginas’, espécie de manual para orientar o trabalho dos profissionais da área. “No nosso trabalho temos que saber lidar com os equipamentos que usamos, desde o mais simples e abordo isso no livro. Busco iniciar e aprofundar o conhecimento técnico dos artistas sobre sonorização”, explicou Ivan Bruno.

O livro será disponibilizado aos alunos que fizeram o Curso Básico de Sonorização Online, oferecido em junho pela Secretaria Municipal de Cultura, sob orientação de Ivan Bruno. Projeto contemplado pela Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, o curso apresentou uma série de aulas abordando conceitos como mixagem, montagem e reprodução, possibilitando o domínio de técnicas para garantir a qualidade da sua festa ou evento. Para o aluno ter acesso ao livro, basta procurar a Secretaria de Cultura, no 3º piso da Prefeitura (Av. Feliciano Sodré, 675, Várzea), de segunda a sexta, das 9h às 18h.

Lei Aldir Blanc em Teresópolis

A Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei federal 14.017/20) foi criada em 2020, com o objetivo de auxiliar o setor cultural brasileiro, extremamente prejudicado pela pandemia da Covid-19. Cerca de R$ 3 bilhões do Fundo Nacional de Cultura foram distribuídos entre estados e municípios brasileiros visando o fomento do setor cultural, através de renda emergencial, subsídio mensal para manutenção de espaços e editais e chamadas públicas.

Teresópolis recebeu R$ 1,231 milhão em recursos, que foram gerenciados pela Secretaria de Cultura, em parceria com o Conselho Municipal de Políticas Culturais. O trabalho em conjunto envolveu o lançamento de seis editais, contemplando instituições, coletivos e artistas individuais, através de subsídios, aquisição de projetos e prêmios. Mais de 300 profissionais foram diretamente beneficiados e estima-se que mais de 100 mil pessoas tenham tido acesso virtualmente às produções de Teresópolis.

Fotos: Bruno Nepomuceno.



Fonte: Prefeitura de Teresópolis