Secretaria de Saúde de Petrópolis “bate cabeça” e registra errado dois óbitos por Covid-19

0
72

Secretaria de Saúde de Petrópolis “bate cabeça” e registra errado dois óbitos por Covid-19A Secretaria de Saúde  de Petrópolis, na Região Metropolitana do Rio, admitiu nesta sexta-feira (15/05) que houve erro na divulgação de dois óbitos por Covid-19 na quinta-feira (14/05). Na ocasião, um boletim informou a morte de um homem de um de 61 anos, que estava internado no Hospital Alcides Carneiro (HAC); e de um outro paciente, de 44 anos, que teria morrido em casa depois de ter alta no Hospital Santa Teresa (HST). O problema é que não há confirmação de que o primeiro paciente morreu por infecção do novo coronavírus e o segundo está vivo, se recuperando em casa. A secretária Fabíola Heck (foto) informou que abriu sindicância para apurar os fatos.

Em vídeo divulgado pela Prefeitura, a secretária explicou que o fluxo de notificações da Covid-19 é o mesmo utilizado para a comunicação de todas as demais enfermidades que possuem notificação compulsória. “A equipe da Vigilância Epidemiológica seguiu todos os trâmites habituais, mas, ainda assim, houve erro em ambos os casos na checagem final dos processos”, afirmou. Segundo a Prefeitura, no caso do paciente de 61 anos, morador do Quarteirão Ingelheim, que esteve internado no Hospital Alcides Carneiro e faleceu dia 13 na mesma unidade, “houve erro na transcrição e preenchimento dos dados”. “Desta forma, a informação de que o paciente teria falecido devido à infecção pela Covid-19 não procede. De acordo com as recentes informações, os exames relativos ao paciente ainda não foram recebidos pela epidemiologia”, disse o governo municipal, em nota.

No caso referente a um paciente de 44 anos, morador do Quitandinha, que esteve internado no Hospital Santa Teresa, o erro foi mais grave. Ele apresentou melhora em seu quadro clínico e recebeu alta médica em 8 de maio, mas a Prefeitura informou a morte do paciente, no dia seguinte à alta. Segundo a secretária, a informação da morte foi transmitida por telefone à equipe técnica da secretaria. “Nossas equipes reconhecem seu erro e já deram início a um aprimoramento dos métodos de confirmação sobre as informações da Covid-19 na cidade para que falhas nos processos não voltem a ocorrer”, garantiu o município. Segundo a Secretaria de Saúde do município, houve, neste caso, “um engano devido à falta da checagem de óbito, através de atestado”.

A Prefeitura de Petrópolis informou que “lamenta profundamente o equívoco ocorrido em relação ao assunto e pede as mais sinceras desculpas às famílias dos pacientes, à Direção do Hospital Santa Teresa e a todos os petropolitanos.

©Plantão dos Lagos
Fonte: Tribuna de Petrópolis
Fotos: divulgação