Passageira é puxada e retirada de ônibus por não usar máscara em Petrópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Por não usar máscara de proteção contra a covid-19, uma passageira foi puxada e retirada de um ônibus no Terminal Rodoviário de Itaipava em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. A estudante Vitória Andrade alega que foi agredida por um fiscal que, ao vê-la sem a máscara, a puxou de forma violenta do veículo.

Em seu perfil no Instagram, plataforma em que é seguida por mais de 10 mil pessoas, Andrade explicou que o ocorrido se deu por volta das 7h desta quarta-feira (15), quando ia para o trabalho. Segundo contou, ela não sabia que o uso da máscara se tornou novamente obrigatório no transporte público da cidade e que foi comprar o equipamento de segurança após o imprevisto, mas ressaltou que isso não justifica a forma como foi tratada pelo funcionário do terminal.

“Estou aqui no terminal de Itaipava, são 7h da manhã, fui entrar no ônibus, não sabia que tinha que colocar a máscara, o fiscal veio falar comigo, primeiro ele me puxou, eu desci e falei com ele, fui lá comprei a máscara e fui falei com ele que ele não pode puxar os outros, ele me agrediu de novo”, relatou a jovem que, em seguida, mostrou uma gravação do momento em que foi falar com o fiscal e ele tenta agredi-la com um chute, quando ela corre e pede por “socorro”.

O Comitê Científico de Petrópolis, no começo de junho, voltou a exigir o uso de máscaras em ambientes públicos, como transporte e nas escolas, como forma de conter um novo surto de coronavírus na cidade.

Em nota divulgada à imprensa, o prefeito de Petrópolis Rubens Bomtempo (PSB-RJ) disse repudiar de forma veemente qualquer ato de violência “como o ocorrido na manhã desta terça-feira (14) envolvendo um colaborador da empresa TURP e uma passageira no Terminal Itaipava”.

“A Prefeitura, por meio da CPTrans, reforçou a necessidade de treinamentos periódicos das empresas de ônibus com seus colaboradores, inclusive no que se refere ao atendimento aos usuários”, completou.

Após o ocorrido, o funcionário que agrediu a passageira, cuja identidade não foi revelada, foi demitido pela TURP por justa causa.

__________

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

  • ©Plantão dos Lagos
  • Fonte: Novo Dia
  • Fotos: divulgação