Padre Francisco Montemezzo morre aos 83 anos em Petrópolis; Prefeitura decreta luto oficial de 3 dias | Região Serrana

0
85


O Padre Francisco Montemezzo morreu, aos 83 anos, na noite desta quinta-feira (6) em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. A Prefeitura de Petrópolis decretou luto oficial de três dias na manhã desta sexta-feira (7).

A assessoria da Diocese de Petrópolis informou que ele foi internado no Hospital Sociedade Médica Hospitalar (SMH) há cerca de oito meses após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), mas ele não resistiu às complicações da doença.

Ainda segundo a Diocese, no período em que esteve internado, o Padre Francisco chegou a ser liberado do hospital duas vezes, mas voltou a ser internado e acompanhado pela equipe médica.

O velório ocorreu nesta sexta na Igreja Santo Antônio, no bairro Alto da Serra, onde o Padre Francisco atuou por 32 anos, até se aposentar. A missa de corpo presente contou com missa a cada hora, desde às 9h até o começo da tarde, sendo a última presidida pelo bispo diocesano, Dom Gregório Paixão.

Missa de corpo presente do Padre Francisco ocorreu na Igreja Santo Antônio, no Alto da Serra, em Petrópolis, com acesso de pessoas limitado — Foto: Reprodução YouTube/Diocese de Petrópolis

O acesso à igreja foi limitado em função dos protocolos de segurança contra a Covid-19. Na sequência, houve cortejo e o sepultamento. A cerimônia também foi exibida pelo YouTube.

Os fiéis ainda puderam se informar, prestar suas homenagens e acompanhar a despedida do Pe. Francisco por meio de publicações na página oficial da Diocese de Petrópolis no Facebook.

“Padre Francisco sempre foi um grande líder religioso. Ele marcou a história da nossa cidade com sua importante atuação no desenvolvimento social das comunidades. Figura carismática, sua dedicação e fé nunca serão esquecidas”, disse o prefeito interino de Petrópolis, Hingo Hammes.

Francisco Montemezzo nasceu na Itália, foi ordenado padre em julho de 1962 e chegou ao Brasil em 1975, atuando desde então na cidade de Petrópolis.

Ele começou os trabalhos na Paróquia São José do Itamarati, realizando trabalhos como a catequese, a formação dos jovens e formação de grupos para rezar na casa das pessoas, aproveitando sempre a Campanha da Fraternidade e a Novena de Natal.

Foi em 1984, a pedido do então bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Manoel Pedro da Cunha Cintra, que o Padre Francisco assumiu a Paróquia Santo Antônio do Alto da Serra, onde permaneceu por 32 anos e onde se aposentou.

Em outubro de 2015, foi nomeado Pároco Emérito da Paróquia Santo Antônio do Alto da Serra e Vigário da Paróquia Nossa Senhora do Amor Divino. Ele passou a residir no Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, que fica no bairro de Corrêas.

Mesmo depois de aposentado, a assessoria da Diocese de Petrópolis lembra que o padre continuou trabalhando nas causas sociais, distribuindo alimentos, visitando famílias mais vulneráveis e ministrando palestras por toda a cidade. Trabalhos que só foram interrompidos quando sofreu o AVC e precisou ser hospitalizado.

“Paralelo ao seu trabalho como pároco, desde sua chegada a Diocese de Petrópolis, foi confessor e diretor espiritual no Seminário Diocesano. Desta forma, ao longo destes 45 anos contribuiu de forma direta na formação dos sacerdotes diocesanos. Nos últimos anos, pela convivência diária, os seminaristas tiveram a oportunidade, não apenas de ouvir suas histórias e ver sua atenção ao povo de Deus, mas de testemunhar sua espiritualidade, seu cuidado com o celebrar e seu amor a Virgem Maria”, disse a Prefeitura em nota.



Fonte: G1