Justiça cassa mandato de vereador em Teresópolis e determina redistribuição dos votos, o que mudará formação da Câmara

0
47

Justiça cassa mandato de vereador em Teresópolis e determina redistribuição dos votos, o que mudará formação da Câmarahttps://elizeupires.com/artigos/politica/24761-justica-cassa-mandato-de-vereador-em-teresopolis-e-determina-redistribuicao-dos-votos-o-que-mudara-formacao-da-camara/?fbclid=IwAR2CisdkqrVXSBH3Emp-zlgDxa2P6nj3x8fjjcc9PEK4NnsJsIdDl2WgEYcEm decisão tomada nesta quinta-feira (23), a juíza Marcela Assad Caram, da 195ª Zona Eleitoral, cassou o mandato do vereador Gustavo Santos de Simas, beneficiado com fraude contra a cota de gênero cometida pela direção do PSL de Teresópolis na composição da lista de candidatos nas eleições de 2020.  A magistrada determinou ainda a redistribuição proporcional dos votos.

A decisão foi tomada na Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) ajuizada pelo diretório municipal do partido Democracia Cristã (DC) e Sergio Mauro Louzada Fares, candidato a vereador pelo DC.

De acordo com a ação, o PSL lançou o nome de Adriana Lopes só para compor o total de sete candidatas cumprir a exigência legal da cota de gênero, sendo que ela não assinou nenhum documento autorizando sua inclusão na nominata do partido. Consta aínda que Adriana usou as redes sociais para desmentir que era candidata a vereadora.