Hospital em Petrópolis, RJ, realiza palestras gratuitas sobre prevenção e tratamento do câncer de próstata | Região Serrana

0
78


O Hospital Clínico de Corrêas (HCC) em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, vai promover palestras gratuitas sobre prevenção e tratamento do câncer de próstata. A ação conta com a participação de profissionais da Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO) e da própria unidade, e faz parte da campanha Novembro Azul.

No dia 19 de novembro, às 14h, a equipe de nutrição do HCC fará uma palestra gratuita no auditório da unidade. Como tema principal, a importância de uma alimentação balanceada no acompanhamento aos pacientes acometidos pela doença, e de que forma o problema pode ser evitado com regras básicas de uma vida saudável.

Já no dia 25 de novembro, às 15h, será realizada outra palestra, também gratuita e voltada ao público masculino, no mesmo local. A equipe de enfermagem da APPO falará a respeito de todos os métodos de prevenção e tratamento de uma das doenças que mais acometem o público masculino em todo o mundo.

“A prevenção é, sem dúvida, a melhor forma de tratamento. Não podemos deixar o tempo passar sem cuidar da saúde. Amanhã pode ser tarde demais“, disse o diretor médico do Hospital Clínico de Corrêas, Dr. Juscelino Kienle.

De acordo com a unidade hospitalar, localizada em Corrêas, os homens que buscarem auxílio por meio da campanha poderão fazer consultas com o médico urologista, exames de PSA total e livre e ultrassonografia de próstata, de segunda a sexta-feira, sempre entre 8h e 17h.

Ainda de acordo com o HCC, durante o mês de novembro, todos os exames requisitados pela APPO terão 50% de desconto na unidade.

O Hospital Clínico de Corrêas fica na Estrada União e Indústria, nº 2501, ao lado do terminal Corrêas. O hospital ainda receberá doações de alimentos não perecíveis durante todos os dias de campanha.

A campanha Novembro Azul leva informações sobre diagnóstico, tratamento e cuidados necessários e traz um alerta para os altos índices do câncer de próstata no Brasil. Em média, 42 homens morrem, por dia, em decorrência da doença, e cerca de 3 milhões vivem com ela.



Fonte: G1