Defesa Civil de Petrópolis, RJ, emite alerta de queimadas por conta da baixa umidade; Pedro do Rio e Posse têm risco alto | Região Serrana

0
33


A Defesa Civil de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, emitiu na última sexta-feira (9), um alerta para risco alto de ocorrências de incêndios florestais nos distritos de Pedro do Rio e da Posse.

O monitoramento inédito vai ser feito diariamente, e leva em consideração as condições de clima, chuva e umidade relativa do ar. Neste fim de semana, a umidade pode chegar a 45%.

Mapa de risco divulgado pela Defesa Civil vale para o fim de semana — Foto: Divulgação|Defesa Civil

Nos distritos da Posse e Pedro do Rio a incidência é considerada maior, estando na bandeira vermelha , e os outros distritos da cidade, o Centro, Cascatinha e Itaipava, estão na bandeira laranja, que representa risco alto para ocorrências de incêndios florestais.

A Defesa Civil disse que vai atuar em parceria com o Corpo de Bombeiros e orientou a população para que não coloque fogo em lixo, não solte balões e não jogue guimbas de cigarro acesas na vegetação. Provocar queimadas e soltar balões são crimes ambientais, sujeitos a multas e prisão.

“A gente pede para que a população tenha muito cuidado, porque grande parte das ocorrências é causada por ação humana, seja por balão, queimada de lixo ou terreno, e os danos são irreparáveis”, disse o secretário de Defesa Civil, tenente-coronel Gil Kempers.

Incêndio na Reserva Biológica de Araras destruiu 17% da área de vegetação na Serra dos Órgãos, no RJ — Foto: Divulgação/Inea

Outro incêndio, também no ano passado, atingiu uma área do Parque Nacional da Serra dos Orgãos (Parnaso). O fogo, que começou em uma trilha próxima da entrada do parque, chegou a consumir uma área equivalente a mais de 500 campos de futebol.

Incêndio em Parnaso já consumiu 45 hectares, ou seja, 450 mil metros quadrados, o equivalente a 45 campos de futebol. — Foto: 15º GBM

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o parque abriga mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem neste local).

Denúncias podem ser feitas para o 199, da Defesa Civil; o 193, dos Bombeiros e para os telefones 0800 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253-1177, do Linha Verde, programa do Disque Denúncia RJ.



Fonte: G1