Confira a entrevista com Alexandre Gurgel, candidato à Prefeitura de Petrópolis pelo Cidadania | Região Serrana

0
26


No dia 15 de novembro 240.152 eleitores de Petrópolis, na Região Serrana, vão às urnas escolher quem vai ser o prefeito e os vereadores da cidade a partir de 1º de janeiro de 2021. E para ajudar o eleitor a definir o seu voto, o G1 convidou os 13 candidatos a participar de uma entrevista com cinco perguntas sobre temas que influenciam a vida da população.

Os candidatos que enviaram as respostas após o prazo não tiveram os seus conteúdos publicados. Respostas que ultrapassaram o limite de caractere, previamente informado, também foram cortadas para garantir o mesmo espaço de resposta a todos os postulantes.

Alexandre Gurgel é o candidato pelo Cidadania à Prefeitura de Petrópolis. Ele tem 52 anos e é empresário. Esta é a primeira candidatura dele à prefeito de Petrópolis.

Confira a entrevista com o candidato:

1. Caso eleito, quais medidas, na prática, o senhor pretende implementar para a população ter acesso a uma saúde pública de qualidade?

Nossa proposta é criar um Cinturão da Saúde, que prevê a qualificação e a ampliação dos horários de atendimento das Unidades de Saúde nos bairros para desafogar os hospitais e as unidades de média e alta complexidade. Também queremos criar unidades móveis para a realização de exames e implementar integralmente o prontuário eletrônico inteligente para que os médicos da rede tenham acesso a todo o histórico do paciente. A implantação do Call Center da Saúde também irá possibilitar alguns tipos de atendimento via telemedicina.

2. Como o senhor (a) pretende usar novas tecnologias para tornar o atendimento público mais eficiente em alguma (s) área (s)? Explique sobre esse alinhamento do governo com as novas tecnologias.

A cidade está estacionada no século passado, por isso, vamos trazer modelos modernos para a gestão pública, investindo em tecnologias e na capacitação dos servidores. Vamos enxugar a máquina pública e unificar órgãos para reduzir a burocracia. Criaremos um sistema integrado de informações e uma plataforma de serviços. Vamos cuidar da cidade adotando ferramentas de georreferenciamento, controle na ocupação urbana, reordenamento urbano e revisão do passivo deixado. Vamos criar a Identidade Digital do Cidadão que dará acesso a todos os serviços prestados pela prefeitura.

3. Infraestrutura da cidade: quais as prioridades e como atendê-las?

Petrópolis vai presenciar o maior programa de infraestrutura de sua história, começando com um programa de pavimentação para garantir acessibilidade e gerando desenvolvimento em todas as localidades dos cinco distritos. Uma cidade precisa de um bom sistema de serviços públicos e orientação política para aquecer sua economia. Faremos obras de distribuição do sistema de saneamento, cabeamento subterrâneo de eletricidade e fibra ótica. Vamos também privilegiar modais de energia limpa, incentivando novas práticas e processos e ampliar o fornecimento de banda larga à população.

4. Quais serão as principais ações do governo voltadas para o desenvolvimento da economia local e geração de empregos?

Criamos um projeto de desenvolvimento econômico sustentável e de crescimento inclusivo, para fortalecer as vocações econômicas, com a inclusão social produtiva e melhores condições para investimento, a fim de apoiar a inovação como uma das condições de competitividade. Adotar políticas de taxação inteligentes, traduzidas pela simplificação na tributação e desburocratização, será uma das estratégias para uma Petrópolis do empreendedorismo. Vamos conceder incentivos fiscais para manter as empresas e para atrair novas, inclusive garantir parcerias Público Privadas (PPPs).

5. Cite outras ações, além das citadas anteriormente, ou algum projeto específico que o senhor (a) gostaria de implementar e contar à população sobre?

Na promoção social, vamos trabalhar com a população, líderes comunitários e associações para reorganizar a rede de serviços públicos; intensificar ações de assistência básica junto da população em situação de rua, dependentes químicos, ex-custodiados e demais cidadãos em situação de vulnerabilidade, articulando-as com ações e programas sociais, que visem retirá-los da condição de risco. Queremos adequar a rede de saúde mental com políticas de assistência social e medidas mais eficientes de combate e prevenção ao uso de drogas, com ações de segurança, educação e esporte e lazer.

Vídeos: Funciona Assim – Eleições 2020



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui