CHUVAS: produtores em Teresópolis lamentam perdas nas plantações ‘não tem como colher’

0
577

A chuva que tem caído em diversas cidades do estado nos últimos dias também tem causado transtornos na Região Serrana do Rio. Nas últimas 24h a Defesa Civil de Petrópolis registrou 107 milímetros de chuva no bairro Independência. Foi o maior acumulado registrado na cidade.

Chove em Petrópolis desde sexta-feira (30/10), e segundo o Corpo de Bombeiros, o nível e a velocidade do Rio Quitandinha, que passa pela Rua Coronel Veiga, chegaram a subir, mas não foram registrados alagamentos e nem ocorrências graves. A Defesa Civil da cidade registrou três pequenos deslizamentos de terra nos bairros Siméria, Independência e na Rua Saldanha Marinho, nas Duas Pontes. Não houve danos a imóveis e nenhuma rua foi obstruída.

Já na madrugada deste sábado (31/10), uma árvore caiu na rua principal do Bingen, em frente a uma universidade particular. Os bombeiros retiraram a árvore e a via não chegou a ser interditada. Em Teresópolis, a Defesa Civil registrou, na sexta, duas quedas de árvores e uma casa chegou a ser destelhada pelo vento. Ninguém se feriu. A previsão é que continue chovendo neste sábado.

Produtores rurais das regiões de Lúcios, Bonsucesso e Soledade, também em Teresópolis, registraram estragos nas plantações depois de uma chuva de granizo que atingiu as localidades. “Meu almeirão acabou tudinho. Deu uma chuva de pedras aqui, acabou com tudo. Não tem como colher”, disse um produtor rural em vídeo divulgado nas redes sociais. Por causa do vento, estufas também foram destelhadas.

Em Nova Friburgo ventou bastante, mas a Defesa Civil não registrou nenhuma ocorrência nas últimas 24h. Um novo aviso de chuvas com perigo potencial foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia, para este sábado até a manhã de domingo (01/11). O alerta é para as regiões Norte e Noroeste, Baixada Litorânea e Serrana do estado do Rio de Janeiro. As chuvas podem chegar a cinquenta milímetros por dia. Apesar do alerta, segundo o Inmet, o risco é baixo para alagamentos e pequenos deslizamentos.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para plantaodoslagos@gmail.com

©Plantão dos Lagos
Fonte: Portal G1
Fotos: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui