Chegada da frente fria: veja onde fazer doações para ajudar pessoas em situação de rua em Petrópolis, no RJ | Região Serrana

0
30


Com a previsão de chegada de uma frente fria que deve derrubar as temperaturas na região Sudeste do país a partir desta quarta-feira (28), ações de apoio e acolhimento à população que vive em situação de rua em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foram intensificadas.

O município montou pontos de coletas de doações de agasalhos e cobertores e ampliou o número de abrigos provisórios para as pessoas.

Também foi montada uma campanha para recebimento de doações para animais que vivem nas ruas e precisam de abrigo.

As ações de ampliação dos pontos de alojamento são realizadas pelas secretarias de Defesa Civil e Ações Voluntárias e Assistência Social. Abrigos temporários para pernoite foram instalados em Itaipava.

Campanha arrecada agasalhos e cobertores para doar para população em situação de rua em Petrópolis, no RJ — Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrópolis

A campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores para animais é realizada em conjunto com a Coordenadoria de Bem-Estar Animal. A ação também aceita doações de casinhas e camas para cães e gatos.

Os interessados em doar cobertores, agasalhos e itens para podem se dirigir aos locais no horário comercial. As secretarias de Segurança, Serviços e Ordem Pública, de Obras e Comdep também atuam no apoio às ações.

  • Sede da Defesa Civil: na rua Buarque de Macedo, 128
  • Coordenadoria de Bem-Estar Animal: na Avenida Koeler, 260
  • Quartel do Corpo de Bombeiros da Barão: na Avenida Rio Branco, 1957 – Retiro
  • Destacamento dos bombeiros em Itaipava: na Estrada União e Indústria, 9998

Alerta de frente fria ❄️

A Defesa Civil Municipal emitiu alerta sobre a passagem da frente fria que afetará a cidade a partir desta quarta-feira (28), com a previsão de chuva de intensidade fraca a moderada, mas com rajada de vento forte, o que chama a atenção para possíveis destelhamento de edificações e queda de árvores.

A incursão da massa de ar frio provocará ainda declínio na temperatura, que será acentuado na quinta (29) e sexta-feira (30). A máxima prevista é de 12°C e mínima de 4°C nas madrugadas e manhãs dos mesmos dias.

“Estamos atuando de forma preventiva para o melhor atendimento às pessoas de maior vulnerabilidade nesses dias em que teremos queda de temperatura acentuada. Quem estiver em situação de rua terá o acolhimento e não ficará exposto ao frio. Estamos com as equipes preparadas para o atendimento durante à noite, quando o frio se intensifica e ainda, orientar essa população com o suporte que for necessário pela rede de acolhimento do município”, disse o prefeito interino Hingo Hammes.

Acolhimento à população em situação de rua

De acordo com o município, a ampliação do suporte às pessoas em situação de rua, que aceitarem o acolhimento, que pode se estender até o próximo sábado (31), será garantida pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias com a instalação de três barracas, com capacidade para oferecer 18 dormitórios seguros e aquecidos.

Toda a estrutura, que segue o protocolo de segurança para a prevenção da Covid-19, receberá os suprimentos e contará com a equipe da Secretaria de Assistência Social. Além do ponto de emergência, montado especialmente para esta semana, o município mantém, de forma permanente, o Núcleo de Integração Social, além da Unidade de Atendimento Temporário.

Durante o dia, a população recebe todo o suporte necessário por meio do serviço do Centro Pop.

“Ter o reforço destas estruturas temporárias em Itaipava vai facilitar e agilizar o atendimento nos distritos”, disse a secretária de Assistência Social, Rosane Borsato.

“Estas estruturas vão garantir o abrigo aquecido para essa população tão vulnerável e que estará ainda mais exposta nesses dias de frio intenso. Nossa equipe vai estar nas ruas orientando o deslocamento das pessoas em situação de rua para os abrigos. Alertamos ainda para a campanha de doação de agasalhos e cobertores que neste período faz muita diferença para as pessoas de maior necessidade”, destaca o secretário da Defesa Civil, o tenente-coronel, Gil Kempers.

Os cobertores e estruturas que possam servir de proteção para os animais serão distribuídos, pela equipe da Coordenadoria de Bem-Estar Animal, em pontos na cidade para o uso dos animais.

“Tudo o que for recebido será utilizado em ações da coordenadoria e protetores pela cidade. Temos muitos animais que também precisam de ajuda, especialmente nestes dias mais frios”, destacou João Valois, coordenador de Bem-Estar Animal.



Fonte: G1