Amigos homenageiam empresário Valdemar Vasconcelos, vítima da Covid-19 em Petrópolis, no RJ | Região Serrana

0
31


Amigos do empresário Valdemar Vasconcelos publicaram mensagens de homenagem e lamentaram a morte dele em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ele faleceu na segunda-feira (14) em decorrência da Covid-19.

O empresário tinha 66 anos e foi candidato a vice-prefeito na chapa do candidato Ramon Mello nas eleições deste ano. Ele deixou esposa, duas filhas e dois netos.

Nas redes sociais, amigos destacaram a energia que Valdemar tinha.

“Contagiava a todos com sua alegria. Mas também brigava quando se fazia necessário. Era como um pai, amigo, justo… uma pessoa realmente muito querida. Fica difícil acreditar, que não está mais entre nós. Meu coração está doído”, diz uma das postagens.

Ramon Mello alterou a foto do perfil nas redes sociais para uma foto em que aparece ao lado de Valdemar. Ele também publicou a seguinte mensagem:

“Hoje, perdi muita coisa. Perdi desde um companheiro de chapa ao melhor amigo dos últimos tempos. Padrinho, irmão, ombro amigo, fortaleza do meu casamento, companheiro de viagens e gargalhadas, cliente, meio pai, meio filho, sim, também aceitava meus conselhos. Só não choramos juntos. Quem vai chorar será apenas eu. Vá em paz! Você cumpriu a sua missão, Valdemar!”

Ramon Mello publicou mensagem nas redes sociais lamentando a morte de Valdemar Vasconcelos em Petrópolis — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Outra publicação que homenageou a personalidade de Valdemar foi a de Leandro Lopes, amigo e professor de informática do empresário.

Ao G1, Leandro, que também foi vizinho de Valdemar por anos, destacou a humildade e carisma que ele tinha.

“Ele era uma pessoa extraordinária. Com uma mente brilhante para os negócios. Mas a maior característica dele era como cultivava às amizades. Era um incentivador nato. Fez muitos amigos. Sempre se mostrou uma pessoa humilde e de um carisma gigante. Fará muita falta para todos nós”, disse Leandro.

Valdemar era natural de Duque de Caxias, onde atuava em uma empresa de coleta de resíduos. Ele estava internado no Hospital Santa Teresa, em Petrópolis, cidade onde morava.

Pessoas que trabalharam com ele agradeceram pela oportunidade de terem atuado a seu lado: “Foi um patrão que me ajudou muito a ser o que sou hoje. Que Deus te receba de braços abertos”, diz uma publicação.

“Quando eu comecei a trabalhar com locação de impressoras você foi a primeira pessoa a abrir as portas pra mim, sempre fui e sempre serei grato! E mesmo após a sua saída da atual coleta de resíduos, ainda sim mantínhamos contato de vez enquanto, como fiquei triste de saber que você se foi, mas sei que continuará vivo nos corações das pessoas que te amam e nos corações das pessoas que você ajudou”, destacou outro amigo.

De acordo com a Prefeitura de Petrópolis, até esta quarta-feira (16) a cidade já registrou 10.613 casos confirmados e 328 mortes por Covid-19.

O município tem, atualmente, 61 pacientes internados em UTI.



Fonte: G1