Voluntária pede ajuda para manter mais de 40 cães que foram abandonados em SG

0
14


O abandono de animais e o consequente crescimento da população animal de rua é um problema antigo e crônico em São Gonçalo. Na contramão do problema, estão os voluntários que, como “verdadeiros anjos” para esses animais, resgatam, cuidam e às vezes transformam o próprio lar em lar temporário para eles. É o caso da voluntária Andrea Xavier da Silva, de 48 anos, moradora do
bairro de Mutuapira. Ela cuida de cães abandonados e atualmente está em busca
de doações que ajudem com a moradia, alimentos e cuidados médicos, seja com a castração ou por conta de
doenças.

Por conta do grande número de cães, 46, Andrea revela que enfrenta
dificuldades para manter as despesas com seus pets.

“Eu pego cadelas de rua e faço a castração, fico com eles por
um mês e coloco na doação. Às vezes acabo ficando… Em dados momentos, deixo
de comprar coisas para mim, porque tenho que comprar ração. É muito triste os
bichos de ruas nesse sofrimento.”, lamenta a cuidadora.

“Eu costumo resgatar cachorro de rua com bicheira. Eu não
posso ver cachorro com bichos que eu resgato, eu não consigo…”, acrescentou.

A voluntária conta que tem ajuda do ‘Projeto Gramacho’, com a
doação de cinco sacos de ração por mês, e também da ‘ONG Cão Nosso’, que realiza
duas castrações mensais com apoio do ‘Abrigo Hope’, que auxiliam também no
resgate dos animais na rua. No entanto, Andrea reitera que são necessárias mais
doações para continuar cuidando desses cães.

“Às vezes a ‘ONG Cão Nosso’ me ajuda, faço castração no ‘Apaixonado
por quatro patas’ com a ‘Hope’, que paga duas castrações por mês pra mim, mas
eu queria fazer mais, eu queria ir além com esse ideal.”




Alguns dos cachorros de Andrea



Alguns dos cachorros de Andrea | Foto: Arquivo Pessoal




 

Ao todo, no final do mês, Andrea utiliza cerca de 26 sacos de
ração, com a maior parte saindo do próprio bolso. Ela ainda paga aluguel de um
espaço, com objetivo de dar mais conforto aos cachorros.

A voluntária reforça que, além dos cães, ela também ajuda
gatos que ficam nas ruas, comprando ração e fazendo a castração dos felinos.

Andrea revela que as principais necessidades para continuar
fazendo o bem a esses animais são: ração, remédio de sarna; e também telhas e
tijolos, com intuito de fazer uma área reservada para os cães. Ela ainda reitera que
envia o comprovante de todas as compras aos que ajudam o projeto.

Para quem quiser doar financeiramente, basta transferir o
valor que puder para a chave pix: (21) 97473-3936. Para os interessados em
ficar com um ou mais cachorros, é só entrar em contato com o número acima e
combinar um local de entrega com a voluntária.




Andrea e seus pets



Andrea e seus pets | Foto: Arquivo Pessoal




 

*Sob supervisão de Cyntia Fonseca



Fonte: O São Gonçalo