Tia Surica, da Portela, é vacinada contra a Covid-19 no Parque de Madureira

0
23


“Não matei, não roubei, não assaltei e estou no Bangu 1”. Aos 80 anos, completados dia 17 de novembro, Tia Surica brinca com o isolamento imposto desde o início da pandemia da Covid-19. Mas a baluarte da Portela comemorou na manhã deste sábado, dia 27, um importante passo para se proteger da doença. Surica foi vacinada no Parque de Madureira, na Zona Norte do Rio, mesmo bairro de sua agremiação. O prefeito Eduardo Paes buscou a sambista em casa, no Cafofo da Surica, em Madureira.

— Estou muito satisfeita porque essa pandemia está acabando com as pessoas. Ia ser vacinada semana passada, mas, como acabou a vacina, transferiram para hoje. Para mim é uma satisfação muito grande, mas não está concretizado. Ainda não estamos liberados. Temos que nos preservar. Mas uma parte já está concretizada — vibrou.

Se depender da sambista, o isolamento vai ser flexibilizado, pelo menos no Cafofo da Surica:

— Quero fazer uma reunião aqui no Cafofo, um mocotó para a gente tomar uma cervejinha. Mesmo assim, sem aglomeração. Só com minhas colegas e produtores.

Assim como o compositor Monarco, vacinado na Marquês de Sapucaí no último dia 13, a integrante da Velha Guarda conta que também esperava ser imunizada na Avenida:

Estava ansiosa. Pensei que fosse ser vacinada na Marquês. Ia dizer: “Não passei lá no desfile, mas não deixei de botar os pés na Marquês” — brinca.

Após ser imunizada, Tia Surica já tem novidades na sua carreira. Contemplada no edital “Retomada Cultural RJ” da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, via Lei Aldir Blanc, ela se prepara para gravar um CD comemorativo de suas oito décadas de vida. Para o repertório, fez uma escolha afetiva e resolveu registrar sambas de Manacéa, saudoso compositor portelense, cujo centenário de nascimento é em agosto deste ano. O CD “Tia Surica – 80 anos” deve ser lançado em abril. Até lá, haverá live, audição e muito ensaio, sob a batuta de mestre Paulão 7 Cordas.

RELEMBRE: Paes descarta carnaval no meio do ano: ‘Algo impossível de se fazer nesse momento’

Paes, que levou Tia Surica até o Parque, também celebrou o momento:

— Tem o simbolismo, óbvio. Todo mundo brincou com a história de que se eu pudesse ter dado a primeira injeção na Tia Surica, teria dado. Que bom que chegou o dia dela. Tomara que chegue o dia de todos nós, mas, principalmente, das pessoas mais velhas. Surica é um símbolo do Rio, da cultura carioca, do subúrbio carioca. Então, poder saber que a Surica está sendo cuidada e preservada para ficar com a gente por muitos anos é muito bom.

Tia Surica foi ao Parque de Madureira para ser vacinada ao lado do prefeito do Rio, Eduardo Paes
Tia Surica foi ao Parque de Madureira para ser vacinada ao lado do prefeito do Rio, Eduardo Paes Foto: Cintia Cruz / Agência O Globo

Sambistas vacinados

Personalidades do mundo do samba têm participado da campanha de vacinação contra a Covid-19. Entre os nomes já imunizados, Monarco, de 85 anos, recebeu a primeira dose da vacina no último dia 13. A data seria o sábado de Carnaval, mas com a folia dispensada, o Sambódromo virou posto de drive-thru — e segue em funcionamento neste sábado para atender a idosos acima de 80 anos, das 9h às 15h. (Veja outros endereços aqui)

Numa cerimônia simbólica para o início da etapa da campanha de vacinação com imunização de pessoas na terceira idade contou com a presença do compositor Nelson Sargento, de 96 anos, e do ator Orlando Drummond, de 101 anos, no dia 31 de janeiro. Nesta sexta-feira, dia 26, o baluarte da Mangueira recebeu a segunda dose do imunizante.

Calendário de vacinação retomado

A Prefeitura do Rio retomou nesta quinta-feira, dia 25, a aplicação da primeira dose contra a Covid-19 em idosos. Neste sábado, dia 27, é feita a repescagem para a população com mais de 80 anos. O calendário foi retomado após o município confirmar o repasse de 105 mil doses dos imunizantes, sendo 84 mil da Oxford/AstraZeneca e 21 mil da CoronaVac.

A aplicação da primeira dose para idosos foi suspensa há uma semana, no dia 17, por falta de imunizantes para a população. A prefeitura estimava precisar de 100 mil vacinas para atender ao público de 80 a 82 anos. O município, no entanto, não divulgou, até o momento, novas datas para ampliar a campanha. Inicialmente, a expectativa era de imunizar pessoas acima de 75 anos até o fim deste mês.





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui